Sete destinos de viagem que vão agradar casais e filhos

Os casais que desejam viajar com filhos muitas vezes acabam optando ir para lugares que têm mais a ver com a prole. Mas a agência de viagens online Viajanet mostra que é possível encontrar lugares capazes de agradar às duas partes, tornando a viagem divertida e proveitosa para todos.  

Veja sete sugestões do ViajaNet de locais com essas características. 

  1. Monte Verde (MG) – localidade pertencente ao município mineiro de Camanducaia na divisa com o estado de São Paulo. A cidade une o romantismo que os casais procuram com atividades de ecoturismo para fazer com os filhos, como caminhadas, banhos de cachoeira e trilhas. 
  2.  Porto Seguro (BA) – dá para curtir os bares e baladas para quem gosta da vida noturna, mas as praias são incríveis para curtir com a criançada, incluindo Trancoso e Arraial D’Ajuda. Opte por fazer um passeio pelo início da história do Brasil indo a Coroa Vermelha e aproveitando para conhecer o Parque do Monte Pascoal, primeiro lugar avistado por Pedro Álvares Cabral em nosso território.  
  3. Ouro Preto (MG) – ainda na linha “conhecendo o passado”, na cidade colonial de Ouro Preto é possível admirar a arquitetura barroca de seu centro histórico, conhecer a igreja de São Francisco de Assis, que foi projetada por Aleijadinho, visitar o Museu da Inconfidência Mineira ou usar o trem que leva o público de Ouro Preto a Mariana em um trajeto lindíssimo, cheio de lindas cachoeiras e muito verde para admirar. Para quem gosta de um tira gosto mais ardente é só saborear a cachaça da terra e depois degustar a tradicional culinária mineira – a cachaça, é claro, só para adultos. 
  4. Rio de Janeiro (RJ) – O esplendor e a exuberância da Cidade Maravilhosa a colocam nesta lista. Além da praia, é possível curtir passeios no Parque Nacional da Tijuca, ir até o Cristo Redentor de bondinho, visitar o Pão de Açúcar, tomar um belo café no Parque Laje. A vida cultural com peças, museus, Instituto Moreira Salles e o Museu do Amanhã e exposições completa a oferta de atrações nas quais também não faltam boas opções gastronômicas e bares agradáveis. 
  5. Caldas Novas (GO) – aqui as famílias relaxam e se divertem nas águas termais da região centro-oeste do Brasil. Saindo de Goiânia ou Brasília é fácil de chegar aos parques temáticos e spas. Enquanto os filhos podem ir em barcos descer as corredeiras ou se divertirem em tobogãs, o casal aproveita para curtir uma massagem ou sauna, por exemplo. 
  6. Fortaleza – a 27 km da capital cearense está o Beach Park, parque aquático que oferece diversão garantida para toda a família, inclusive com atrações mais radicais que prometem muita adrenalina. Na capital propriamente dita, dá para ir a diversas praias, como a Praia do Futuro, muito famosa e tranquila. Mercado Central e Feirinha à Beira Mar são obrigatórios para quem gosta de artesanato e cultura loca. Também vale conhecer o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, formado pelos museus da Cultura Cearense e de Arte ContemporâneaMultigaleria,Planetário e o Cinema Fundação Joaquim Nabuco. Outra atração na cidade é o Theatro José de Alencar.  
  7. Instituto Inhotim – É um dos maiores museus a céu aberto do mundo, sede de um dos maiores acervos de arte contemporânea do Brasil e jardim botânico. Ele está localizado em Brumadinho, a 60 km de Belo Horizonte, em uma área de Mata Atlântica. O Museu conta com visitas guiadas por historiadores e carrinhos de golfe para levar os visitantes pelas ruas arborizadas cheias de beleza, tem visitas temáticas, com monitores, além de visitas educativas para grupos escolares. As exposições são sempre renovadas e as galerias são anualmente inauguradas. A área de visitação tem 96,87 hectares e abriga jardins, galerias, edificações e fragmentos de mata, além de cinco lagos ornamentais, com aproximadamente 3,5 hectares de espelhos d’água. É passeio para 2 ou mais dias de visitação. Aberto de terça a domingo e aos feriados. Às quartas, a entrada é de graça. 

Sete experiências para curtir em viagens pelo mundo

Já faz alguns anos que as viagens de experiência ganharam o coração dos viajantes. Após anos vendo de perto os mais belos monumentos construídos pelo homem e as mais deslumbrantes paisagens naturais do mundo, os amantes de viagem passaram a se interessar por mais que apenas ver, e hoje querem experimentar, vivenciar e colocar a mão na massa, criando lembranças inesquecíveis em outras cidades e países.

A Abreu, especialista em levar turistas para os melhores destinos ao redor do globo, acredita que esta é uma tendência que deve crescer ainda mais nos próximos meses. É provável que viagens com foco em bem-estar, gastronomia, vinhos e natureza sejam cada vez mais buscadas pelos viajantes de todas as faixas etárias.

Por isso, a Abreu listou algumas das experiências possíveis em diferentes viagens pelo mundo:

Tratamentos em spa
Feitos para cuidar da saúde e do bem-estar, cada spa oferece diferentes tratamentos. Mas, em geral, os viajantes podem curtir massagens e terapias relaxantes, além de investir em procedimentos estéticos. Não é preciso ir muito longe para focar no bem-estar em um desses estabelecimentos: há hotéis em Gramado, no Rio Grande do Sul, e em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, com excelentes instalações para seus hóspedes descansarem.

Workshops de cozinha
Se provar refeições maravilhosas e experimentar a gastronomia típica do destino sempre foram importantes nas viagens, agora a pedida é colocar a mão na massa e aprender a preparar um prato delicioso e único. Em diversos lugares do mundo, é possível até mesmo colher ingredientes diretamente da horta e cozinhar uma refeição junto a um chef de cozinha, como é o caso da experiência oferecida no pacote Peru Wellness, da Abreu.

Aula de yoga
Prática milenar de bem-estar, o yoga combina exercícios com técnicas de respiração e concentração, sendo uma atividade perfeito para acalmar as turbulências da mente. Em muitos lugares, hotéis oferecem aulas de yoga com cenários imperdíveis. A Abreu indica a prática nas Maldivas, um dos mais belos destinos de praia do planeta.

Experiências vínicas
Quando se fala em viagens de experiência, um dos temas mais comuns é o vinho, bebida que inspira paixões no mundo todo. É possível não só ver de perto como são feitos alguns dos melhores vinhos que existem, mas fazer degustações, experimentar refeições harmonizadas, realizar workshops de enologia e muito mais. Como Bordeaux, na França, é considerada a meca dos vinhos, a Abreu já tem um pacote para lá em parceria com a VSX Club, com um roteiro repleto de experiências exclusivas.

Contato com a natureza
Outro tipo popular de viagem de experiência são as viagens de natureza, que permitem que os turistas façam caminhadas em lindas trilhas, andem de bicicleta, acordem com o canto dos pássaros e aproveitem o ar puro. Um ótimo destino para isso, segundo a Abreu, é Portugal. De norte a sul do país, os viajantes encontram propriedades com estrutura completa em meio ao campo.

Experimentar uma refeição premiada
Em diversos lugares, há restaurantes premiados que oferecem um menu inesquecível de opções, assinados por chefs famosos mundialmente. Comer em um local assim também é uma verdadeira experiência gastronômica, que vai muito além do simples ato de se alimentar. Tais estabelecimentos são mais comuns em destinos urbanos, mas também podem ser encontrados em cidades menores.

Talassoterapia
Tipo de tratamento que utiliza água do mar e produtos marinhos como areia ou algas, a talassoterapia acredita que elementos presentes no oceano, como magnésio, potássio, cálcio, sódio e iodo, podem ser absorvidos diretamente pela pele, com grandes benefícios para o corpo. Muitos destinos de praia contam com spas que utilizam este método, como as ilhas da Grécia e a ilha de Porto Santo, no Arquipélago da Madeira.

Destinos perfeitos para uma escapada de fim de semana

Para aqueles que amam viajar ou que precisaram adiar as férias, a vontade de embarcar em uma próxima viagem só fez crescer durante os últimos meses. E, aos poucos, retoma-se a confiança em continuar com os planos para uma aventura e desbravar as paisagens estrada afora. E que tal começar por uma escapada de fim de semana pelo território brasileiro?

Os especialistas da Abreu acreditam que as viagens pelo Brasil serão uma excelente pedida para o pós-pandemia. Os motivos vão além da economia e instabilidade das moedas estrangeiras: as opções domésticas são vistas também como mais seguras, por haver a possibilidade de se deslocar de carro ou em um voo curto. Além disso, os destinos de natureza ou praia e que contemplam atrações ao ar livre proporcionam ainda mais segurança para colocar os planos em prática. E tudo isso o Brasil tem de sobra!

De acordo com a agência, a Bahia já é um dos destinos favoritos do Nordeste para a retomada dos viajantes brasileiros. Sua capital, Salvador, é acessível por um voo curto da maioria das grandes cidades brasileiras, como 2 horas e 30 minutos partindo de São Paulo ou 1 hora e 45 minutos partindo de Belo Horizonte, por exemplo. Há infinitos atrativos, como o seu Litoral Norte, com excelentes resorts à beira-mar e praias paradisíacas, sem aglomerações, como Guarajuba e Praia do Forte. Grande parte dos hotéis já operam com todos os protocolos necessários para garantir a segurança dos hóspedes.

Outra opção para aqueles que consideram tomar um voo de curta distância é a região Sul. Muito versátil, é perfeita para todos os tipos de turistas e conta com destinos de natureza, paisagens magníficas e uma rica oferta em enogastronomia. Para os amantes dos panoramas naturais, Foz do Iguaçu (PR) é um lugar para conhecer em qualquer época do ano, com suas imponentes atrações como as Cataratas do Iguaçu e a Usina Hidrelétrica de Itaipu. Já a Serra Gaúcha (RS) oferece um clima romântico para qualquer escapada. Uma das possibilidades é visitar Bento Gonçalves durante a época das vindimas e degustar os saborosos vinhos que a região produz.

Os viajantes que ainda não se sentem confortáveis para uma viagem de avião podem manter uma distância ainda mais curta e optar por viajar de carro mesmo. Rumo ao litoral ou interior do estado de São Paulo, há excelentes opções de resorts e hotéis completos, com viagens de até três horas a partir da capital, para destinos como Guarujá e Atibaia. Os arredores de Belo Horizonte (MG) possibilitam um leque de cidades repletas de história e gastronomia de dar água na boca, como a charmosa Ouro Preto. O Rio de Janeiro tem um dos litorais mais belos do mundo, com destinos como Búzios e Angra dos Reis para se descobrir durante uma roadtrip.

Os cinco vilarejos mais bonitos do Alentejo, em Portugal

Os encantos alentejanos são muitos, mas não dá para negar que os vilarejos e aldeias da região portuguesa estão entre seus principais atrativos. Alguns estão entre os mais bonitos de Portugal. Só pelas fotos, já é possível entender um pouco de sua beleza e clima todo especial: castelos medievais, ruas de pedra e casinhas brancas formam cenários simplesmente adoráveis. Confira abaixo algumas das vilas mais bonitas do Alentejo.

Monsaraz

Situada próximo à fronteira com a Espanha, fica sobre uma colina e cercada por muralhas medievais. Com a deslumbrante paisagem alentejana como pano de fundo, a vila tem estreitas ruas de paralelepípedos, casas de paredes brancas e um castelo impressionante, que garante uma vista belíssima para o lago Alqueva.

Arraiolos

Foto: Victor Carvalho

A menos de 30 km de Évora, a principal cidade do Alentejo, Arraiolos conta com um castelo circular peculiar e é famosa por seus tapetes, que estão entre os artesanatos mais fascinantes de Portugal. Além destes itens coloridos que decoram vários locais da vila, Arraiolos conta com construções incríveis, como a Igreja da Misericórdia e a Igreja do Convento de Nossa Senhora da Assunção, decoradas com belíssimos azulejos.

Marvão

No ponto mais alto da Serra de São Mamede, a 800 metros de altitude, fica a vila de Marvão, onde predomina um ambiente de tranquilidade. As muralhas que a rodeiam foram construídas nos séculos 13 e 17, e a arquitetura das construções locais abusam do granito, varandas de ferro forjado e janelas manuelinas.

Mértola

Antigamente, esta vila foi uma importante cidade do Império Romano e, depois disso, uma grande cidade muçulmana. Sua herança islâmica é uma das mais bem preservadas de Portugal, e por lá é possível encontrar até uma antiga mesquita onde funciona uma igreja católica. O resultado é um destino heterogêneo, com edifícios e vestígios que contam uma história vasta e muito antiga. Para completar, Mértola fica em meio a um parque natural e tem uma vista deslumbrante para o rio Guadiana.

Serpa

A cerca de 55 km de Mértola está Serpa, cercada por colinas e vinhedos. Esta vila alentejana conta com um centro histórico muito bem preservado, e um passeio por suas ruazinhas de pedras ladeadas por casas muito brancas é obrigatório para quem a visita. Na parte mais alta ficam as construções mais longevas, muitas do período medieval, inclusive a torre do antigo castelo. Serpa também é rodeada por uma muralha do século 13, além de um monumental aqueduto com arcada italiana.

Cinco lugares da Ilha da Madeira para conferir vistas de tirar o fôlego

Ponta do Pargo | Divulgação/Francisco Correia

A Ilha da Madeira, situada em meio ao oceano Atlântico, volta a receber turistas em 1º de julho. Embora seja relativamente pequena, com uma área de 741 quilômetros quadrados, seu território é montanhoso e atinge grandes altitudes, o que significa que há diversos pontos para apreciar suas paisagens inesquecíveis, com vistas para o mar, para a cidade, para as montanhas ou para a floresta.

As atividades ao ar livre sempre foram os pontos fortes deste destino português, e devem ganhar ainda mais força durante a retomada do turismo. Por isso, confira abaixo cinco mirantes para apreciar as belezas da Madeira.

Cabo Girão

Divulgação/Greg Snell

Talvez o mais famoso mirante de todo o destino, e com razão: ele não apenas está sobre uma parede rochosa de 580 metros debruçada sobre o mar, como também conta com uma passarela suspensa de vidro, conhecida como skywalk, que é de tirar o fôlego. De lá, os turistas conseguem conferir o oceano e Funchal, a capital da Madeira.

Farol da Ponta do Pargo

Divulgação/Francisco Correia

Enquanto o Cabo Girão fica no lado sul da ilha, o Farol da Ponta do Pargo está na ponta oeste, onde a paisagem do mar é mais selvagem. O farol em si tem 98 anos, e seu mirante fica a 312 metros de altitude. Este é o mirante perfeito para visitar no final da tarde e assistir ao sol se pôr no mar: um verdadeiro espetáculo de cores da natureza!

Pico do Areeiro

Divulgação

Diferente dos dois anteriores, este mirante fica no interior da ilha. Além disso, é bem mais alto, com 1.818 metros de altitude. É o segundo pico mais alto da Madeira, de onde é possível apreciar o cenário do maciço central do destino. Em alguns dias, os visitantes se sentem literalmente no céu, já que é possível ver as nuvens por cima.

Pico dos Barcelos

Divulgação/Francisco Corria

Situado em meio à cidade de Funchal, o Pico dos Barcelos garante uma vista diferente dos anteriores. De lá, é possível observar toda a Baía do Funchal e, nos dias mais claros, os visitantes conseguem ver até mesmo as Ilhas Desertas, conjunto de ilhas desabitadas que fazem parte do arquipélago. As grandes vantagens do Pico dos Barcelos são a localização de fácil acesso e a impressionante visão de 360 graus.

Ponta do Rosto

Divulgação

Encerrando a lista, temos Ponta do Rosto, que fica no extremo leste da Madeira. Este ponto permite observar tanto a costa norte quanto a costa sul da ilha e, em dias de sol, os turistas enxergam Porto Santo, a outra ilha habitada do arquipélago que guarda belas praias de areia dourada. Vale a pena conferir o contraste entre o mar do norte, com ondas mais agitadas, e o mar do sul, que é bastante pacífico.

Sua viagem pós pandemia já está decidida? Veja o que já é possível adiantar

*Por Viajanet

Crédito: Pixabay

Ficar o tempo todo em casa por causa da quarentena acabou por alimentar aquele desejo quase incontrolável de viajar e se soltar em algum local encantador e charmoso quando a pandemia passar. Se você já decidiu para onde viajar, então aproveite o período de reclusão para adiantar seus planos para essa viagem que, com certeza, também vai celebrar o fim do isolamento.

Em primeiro lugar, vai ser preciso ficar de olho na atuação das companhias aéreas e ir se atualizando a respeito de como o lugar escolhido para visitar está enfrentando a pandemia. Esse conhecimento pode ajudar a prever se eventualmente a região ou o país não estará sujeito a uma nova onda de contaminação ou mesmo se a atual foi totalmente debelada. Afinal, o fato de as autoridades liberarem o turismo não significa que necessariamente o problema foi solucionado.

Com relação às companhias aéreas, a redução drástica de voos é quase geral, mas as vendas de passagens para o segundo semestre continuam. Por isso, é bom ficar sempre atento a retomada das atividades delas. Pode ser que, num primeiro momento, a sintonia fina entre oferta e demanda não fique totalmente ajustada e provoque alguns transtornos que podem comprometer sua estada no destino.

Se o local escolhido é no exterior, uma questão é fundamental: o dólar. A moeda americana está acima de R$ 5 e o retorno para níveis mais baixos não é certo. A tradicional empresa de serviços financeiros Morgan Stanley diz que há possibilidade de ele chegar a R$ 6, o que eleva em muito os custos de uma viagem para terras estrangeiras. O melhor, então, é entrar no modo economia máxima para conseguir viajar.

Antes mesmo de procurar fazer reservas de hospedagem, procure se informar a respeito dos documentos exigidos para entrar no país. Justamente por causa da pandemia do novo coronavírus, países podem começar a fazer novas exigências sanitárias. Por exemplo, manter a proibição de passageiros com febre entrarem no país, ou de quem apresentar algum sintoma parecido com os causados pelo vírus, como tosse e dores. O uso de máscara também poderá ser exigido.

Fazer o roteiro da viagem em detalhes não só pode ajudar a economizar como também é um ótimo passatempo durante a pandemia. Saber exatamente quais são os locais que pretende visitar, os motivos e o que pretende encontrar por lá ajudam na elaboração deste guia. Ter uma boa ideia dos preços médios de refeição, transporte e dos ingressos com certeza ajuda no planejamento financeiro e evita perda de tempo. Vale também avaliar o tipo de transporte que vai utilizar no seu destino: público, aluguel de carro ou Uber.

O mesmo vale para as acomodações. Em tempos de dólar nas alturas, um hostel ou mesmo alugar um apartamento podem ser opções. Muitos oferecem quartos privados com banheiros e não se diferem muito de um hotel. Claro que tudo depende de seu orçamento. Com todos os possíveis gastos no radar, você pode ajustar o tempo de permanência no local. Os pacotes de viagem também são uma possibilidade mais em conta, por isso, comece desde já a conferir na internet ofertas para o seu destino.

Enquanto ainda não é possível fazer as malas e pôr o pé na estrada, embarque em uma viagem virtual para esse local, conhecendo pela internet mais da cultura local, culinária, sabores, música, literatura, história, curiosidades e aspectos pitorescos. Enfim, tudo o que for possível. E boa viagem!

Livros para viajar sem sair de casa

Crédito/Pixabay

No último dia 13 de junho, foi celebrado o Dia do Turista. No momento em que precisamos ficar em casa por conta de uma pandemia, os livros ganham força pelo poder mágico de fazer viajar sem sair do lugar. Por isso, a Disal fez uma seleção especial para quem quer conhecer outras culturas ao mesmo tempo em que aprende ou desenvolve habilidades em um novo idioma.

Italiano na cozinha – Angela Emilia Mela

Receitas da cozinha caseira regional da Itália acompanhadas de histórias pessoais da autora e de curiosidades da cultura italiana. Além da tradução das receitas o livro contém um amplo vocabulário italiano-português que contempla desde o preparo das receitas até os ingredientes e utensílios. Uma forma primorosa e apetitosa de se aprender a língua italiana. A autora, Angela Mela vive em Roma e dá aulas e palestras sobre a história da cozinha italiana.

Entenda os Americanos – Um guia para quem visita os Estados Unidos – Yale Richmond

Por que os americanos são tão abertos e otimistas? Quando é aceitável negociar com eles, e como fazê-lo? Caso seja convidado para um jantar informal, quando você deve chegar e como deve agir? Este livro oferece: Uma nova perspectiva sobre práticas comuns, costumes e crenças que definem os americanos; Conselhos práticos como prolongar seu visto; orientações sobre como compreender a sociedade americana explicando partidos políticos, privacidade, família, trabalho e dinheiro. Escrito em estilo coloquial esta obra é uma referência ideal para qualquer pessoa que pretenda passar um certo tempo, por menor que seja, nos Estados Unidos!

Fale tudo em Alemão em viagens! – Corine Standerski

Um guia completo para a comunicação em Alemão em viagens com um conteúdo cuidadosamente planejado tendo em vista as diversas situações vivenciadas pelo viajante, do aeroporto às emergências. O guia contém: perguntas e frases usuais, diálogos situacionais, vocabulário e expressões de uso comum, dicas e informações culturais e glossários temáticos. Acompanha um Áudio CD com frases usuais e diálogos situacionais.

Fale tudo em Espanhol em viagens!– Cecília Blasco

Seguindo a mesma linha, este título é o melhor companheiro de viagem para quem pretende ir à Espanha ou países que falam espanhol. Cuidadosamente pensado para ajudar o turista nas mais diversas situações, mesmo as mais imprevisíveis. O guia também traz perguntas e frases usuais, diálogos situacionais, vocabulário e expressões de uso comum, dicas e informações culturais e glossários temáticos. Áudio do material disponível no Spotify e Deezer.

Fale tudo em Francês em viagens! – Nancy Alves

A França é um dos principais destinos turísticos do mundo. Todos os anos, milhares de pessoas passam por seus centros históricos, museus, catedrais e pela irresistível Torre Eiffel. É tanta coisa para ver, aprender e sentir que o melhor mesmo é ter um guia que mistura cultura com dicas do idioma para não perder nada. Esta edição da série “Fale Tudo” também vem com frases usuais, diálogos situacionais, vocabulário e expressões de uso comum, dicas e informações culturais. Acompanha CD de áudio.

Indústria do turismo reabre na República Dominicana em julho

Divulgação

O Ministério de Turismo da República Dominicana – MITUR – informou que o destino já está preparado para receber seus visitantes internacionais a partir de 1º de julho. A data é prevista para o início da Fase 4 do processo de remoção das medidas anunciadas pela Comissão de Alto Nível para Prevenção e Controle de Coronavírus, que contempla a aplicação de protocolos especiais de salubridade, executados para ampliar as precauções sanitárias e prevenir novos contágios.

“A partir de 1º de julho, a indústria turística dominicana está pronta para começar a receber seus viajantes de maneira responsável e acatando a todas as recomendações dos órgãos nacionais e internacionais sobre higiene, sanitização e distanciamento social”, aponta Francisco Javier García, Ministro do Turismo.

“Desde o momento do desembarque dos turistas em nosso país, as medidas implementadas irão garantir uma experiência segura e prazerosa para que possam desfrutar dos atrativos que fazem da República Dominicana o principal destino do Caribe”, completa.

De acordo com o MITUR, a maioria dos hotéis irão operar com normalidade a partir da data de reabertura e diferentes entidades governamentais têm trabalhado em conjunto com as empresas privadas para desenvolver medidas rigorosas de segurança e higiene que garantam a saúde de residentes e turistas.

O órgão também anunciou que os protocolos de segurança da indústria turística já estão prontos, aprovados por entidades públicas correspondentes, e possuem características similares àquelas estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde – OMS – para atestar que o setor dominicano continua sendo uma referência de segurança sanitária na região.