Tempo de Leitura: 2 Minutos

Com apenas 12 anos, João Pedro Azevedo teve um começo de carreira emblemático. Ao lado de nomes como Cássia Kis, Maria Ribeiro e Cláudia Abreu, estrela a série “Desalma”, original GloboPlay. A primeira temporada da produção, que flerta com o terror psicológico, conquistou o público. Ainda sem data de estreia definida, a segunda temporada deve chegar às telinhas até o final deste ano. O ator mirim dá vida a Anatoli, o dócil menino que vai se transformando em uma criança assustadora ao longo dos capítulos. Confira a entrevista:

Sobre a série “Desalma”, quais são suas expectativas para os novos episódios, sabendo que é uma produção de destaque ao lado de nomes conhecidos, como Maria Ribeiro, Cláudia Abreu e Cássia Kis?

Estou muito ansioso para o lançamento e com grande expectativa, pois são muitas cenas incríveis que todos nós fizemos, e gravar com elas é aprender sempre.

Como foi sua preparação ao protagonizar no meio artístico curta-metragens e comerciais, apesar de ser tão novo ?

Eu tinha 5 anos quando pedi para minha mãe que queria fazer teatro, depois pedi para fazer aula de Violino, quando fiz um curta que o personagem tocava violoncelo eu gostei e troquei o violino pelo cello, também pedi para minha mãe que queria fazer  curso de dublagem e ela me levou e estava sempre estudando bastante. Para o Desalma fiz muita preparação até com aulas de Ucraniano.

Você acredita que a série “Desalma” da Globo Play é uma  espécie de porta para alavancar sua atuação em futuras novelas ?

A série DESALMA foi um presente e acredito sim que vai me ajudar com outras oportunidades, inclusive novelas.

Como foi sua preparação para interpretar o sombrio Anatoli tendo Cláudia Abreu como mãe na trama?

Para fazer o Anatoli eu fiz uma preparação intensa e muito importante com vários momentos nas duas temporadas.

Como você descobriu que queria ser ator?

Eu desde bem pequeno com uns dois anos já gostava de me apresentar, eu e minha irmã até fazíamos uns ingressos, todo mundo lá de casa tinham que assistir e bater palmas sempre. Acho que foi assim e depois quando fui fazer teatro. Minha fala que eu já nasci ator de tanto que eu fazia arte.

Como é para você adaptar seus horários entre trabalho, escola e diversão?

É bem tranquilo, eu gosto de tudo bem certinho, então eu mesmo cuido dos meus horários, de manhã vou para escola, de tarde quando tenho, faço preparação e gravo, estudo. Como organizo tudo, fica tempo para diversão também.

Quem é sua maior inspiração?

Não tenho uma maior mas algumas inspirações como Tony Ramos, Alexandre Nero, Marcelo Serrado, Fabio Assunção e também a Cláudia Abreu, Cássia Kis e Maria Ribeiro.

Sabendo que pretende continuar estudando para se aperfeiçoar, como você imagina seu futuro daqui para frente?

Me imagino atuando bastante e também dublando, que é outra coisa que coisa que gosto muito de fazer.

Autor

Share.

Andrezza Barros (Niterói, 21 de abril de 1995) é uma jornalista, colunista e entrevistadora do entretenimento.

Leave A Reply

%d blogueiros gostam disto: