Tempo de Leitura: 3 Minutos

A Banca 021, conhecida pela música “Libra”, que acumula mais de 36 milhões de execuções nas plataformas digitais, lançou o álbum “As Joias Não Brilham”. O disco traz 10 faixas compostas por Ursoleone, GB, Porto, que formam o grupo, com a contribuição de Carlos do Complexo, que também assina a direção musical.

A banda, que já se apresentou no Rock in Rio (2019) e que está no lineup do festival Rock The Mountain deste ano, explica, com a sua poesia densa e característica, como o álbum foi idealizado. “’As Joias Não Brilham’ é pé na porta. Nosso primeiro disco oficial, a ponta do iceberg do subúrbio futurista que viemos mostrar. Construído no meio do caos interno de cada um de nós, tomando volta de empresário e driblando ataques fascistas. Fruto da ausência paterna e da bagagem de mães guerreiras. Desde os anos 90 vivendo na atividade entre os perigos e prazeres da vida nas ruas mais violentas do Rio de Janeiro. É baile funk, pelada de rua, igreja e terreiro. Desigualdade social, descaso e tiroteio. Sejam todos bem-vindos ao nosso mundo real onde: ‘As joias não brilham se você não brilha primeiro’”.

O primeiro single do novo projeto é “Velhos Tempos, Novos Planos”, que chegou acompanhado de clipe e significa muito para o trio. “Nessa música sentimos uma experiência diferente. Um dia Ursoleone me disse que eu (Porto) deveria escrever uma carta para o meu filho, falando sobre a experiência da paternidade e minha relação com os novos desafios. A carta virou poesia e foi musicada em cima de um violão feito pelo GB algumas semanas antes. Quando mostrei pros caras o que tinha feito, eles entenderam no mesmo momento e colocaram pra fora o que sentiam e tudo se completou”, compartilha Porto.

Como já é costume, o grupo participa de todas as etapas do álbum. O vídeo de “Velhos Tempos, Novos Planos” foi feito inteiramente pela banda, assim como todo o design, as pinturas, edições e visualizers do disco. Das 10 músicas do projeto, “Filipin” é outra faixa que ganhou clipe. Sobre ela, eles contam: “Ela fala sobre nossas vivências na rua e os ensinamentos do subúrbio carioca, Zona Oeste e Zona Norte, de propostas para um caminho mais fácil e até a malandragem para sobreviver em zona de guerra na busca de paz. O clipe foi gravado de maneira despretensiosa por nós em uma visita ao ateliê do grafiteiro/artista plástico Tomaz Viana (Toz). Subimos em uma escada recém consertada no ateliê que dava acesso ao topo do prédio na fábrica Behring, com visual 360° do Rio de Janeiro, ficamos de cara com aquela vista. Como estávamos com uma câmera Mini DV e um iPhone, decidimos: ‘vamos filmar o clipe agora’”.

Confira a entrevista em vídeo que nós fizemos com a banda:

Créditos: Lucas Damião

Faixas:

  1. Velhos Tempos, Novos Planos
  2. As Joias Não Brilham
  3. Bom Te Ver
  4. Hoje Eu Não Fico Pra Depois
  5. Filipin
  6. Depois Daquela Noite
  7. Amar Ser Mar
  8. Sei Que Você Me Entende
  9. Lua
  10. Ô Chuva

Autor

Share.

Andrezza Barros (Niterói, 21 de abril de 1995) é uma jornalista, colunista e entrevistadora do entretenimento.

Leave A Reply

%d blogueiros gostam disto: