Maria do Sol vê jornada como uma missão espiritual de ajudar pessoas

Tempo de Leitura: 7 Minutos

Para muitos, dom é uma herança passada de geração em geração. Assim foi com Maria do Sol. Sua bisavó era índia e se envolveu com um cigano, trazendo ares místicos à família, quando aprendeu a leitura das cartas e a prática da adivinhação. Passado de mãe para filha, de todos os irmãos, Maria foi a única a dar continuidade e hoje se consagra levando seu esoterismo do Brasil à Itália.

Prática de importância histórica, segundo ela, a cartomancia e o tarot vieram dos tempos antigos, desde os tempos em que a monarquia imperava. Taróloga e cartomante, Maria afirma que existe sim diferença e coloca seu diferencial justamente na cartomancia. Confira a entrevista:

Maria do Sol (Foto: Divulgação)

Infelizmente, tanto o ciganismo como outras práticas que envolvem o mundo religioso, acabam expostas em um mundo muitas vezes preconceituoso em relação às suas práticas. Você já sofreu algum tipo de ataque por causa do ciganismo?

Sim e sofro até hoje, principalmente na Itália. As pessoas acreditam que o ciganismo e a cartomancia têm ligação com energias ruins e por isso falam muitas coisas preconceituosas e ofensivas, olham torto.

Soubemos que esse dom espiritual vem de antes de sua geração, sendo iniciado por sua avó e assim passado adiante. Como foi recebê-lo em sua vida e qual diferença ele fez em sua vida?

Muito gratificante. Recebi e recebo esse dom em quantas vidas forem necessárias. Essa missão espiritual é mágica, não tem explicação! Só quem tem sabe o quanto é maravilhoso, apesar de exigir muito também. E isso me ajudou a entender muitas coisas que o homem não encontra explicação.

O que muitos não devem ter tanta noção é de que a ciência da cartomancia e do tarot já foram carregadas durante séculos até chegar ao que são hoje. Uma grande prova disso são as menções às previsões feitas através de oráculos que buscavam revelar o que estava por vir nos tempos futuros. Poderia compartilhar um pouco mais conosco sobre o conhecimento histórico das técnicas que você pratica?

Ao longo da história, o homem tentou conhecer seu futuro com diferentes e variadas práticas preditivas que envolviam a leitura do céu, das pedras, dos ossos, enquanto o mesmo ambiente em que viveu deu origem a interpretações que foram sendo aprimoradas ao longo dos séculos e das experiências cumulativas.

A Cartomancia nasceu com a invenção das cartas de jogar, na segunda metade do século XVIII, embora existam vestígios do século XV na Espanha e na Itália, em que antes de ir para uma batalha, os reis pediam previsões para os oráculos. Foi com o Iluminismo que essa prática se espalhou para a França.

(Foto: Divulgação)

Fugindo um pouco do foco de nossa conversa, diversos trabalhos que estão presentes nos tempos atuais, infelizmente não são reconhecidos oficialmente como profissões, principalmente as que não são consideradas “profissões populares” do cotidiano. O profissional de tarologia e cartomancia também chegaram a passar por esses descasos?

Sim, as pessoas ainda não enxergam o tarot e a cartomancia como um trabalho. Mas nós ajudamos muitas pessoas quando abrimos nossas cartas, através de um conselho, uma palavra, um incentivo. Acho que as pessoas deveriam valorizar mais. Temos dons espirituais, mas também estamos sempre estudando para ajudar o próximo. 

Quais são as diferenças em ser taróloga e cartomante?

A cartomante é aquela pessoa sensitiva, que tem o dom da intuição e da espiritualidade aflorados. Ela domina a arte de prever o que cada indivíduo poderá passar no futuro É uma habilidade passada através dos laços familiares, de geração para geração, não podendo ser aprendida em faculdades, por ser um forte oráculo de consulta apenas para pessoas sensitivas com esse dom, como aconteceu na minha história, começando pela minha bisavó. Em uma consulta com uma cartomante, ela tem a possibilidade de ver através dos seus olhos coisas que fogem do controle de um profissional, tais como as previsões do mundo espiritual.

Já a taróloga, é aquela pessoa que se especializou na leitura de cartas de tarot e seus diferentes jogos. Ela não utiliza um simples baralho como as cartomantes e sim um baralho de tarot. Existem várias formas de interpretação dos arcanos, é um oráculo que exige estudo profundo e extrema concentração.

Eu sou cartomante, pelo dom da minha intuição e a minha espiritualidade, e sou taróloga porque também estudei muito as cartas de tarot, seus jogos e diferentes leituras. E uso tudo isso para revelar o passado, dar orientações sobre o presente e fazer previsões sobre o futuro, sempre a serviço do bem.

Toda a consulta com um tarólogo ou cartomante poderá ser de grande ajuda para você decidir algumas decisões, sobretudo em momentos de muita dificuldade.

(Foto: Divulgação)

É obrigatório que quem pratique ciganismo, venha de um dom de geração? Se não, como é possível saber se você tem ou não esse dom?

Sim, é obrigatório, porque é uma energia ancestral, que passa dos pais para os filhos e assim por diante. Todos temos dons espirituais, mas muitas pessoas não querem aceitar e desenvolver, seja por medo do desconhecido, do oculto, pelo preconceito religioso ou por serem céticas demais. Esse dom pode começar a surgir através de sonhos, vozes que você escuta acordado, entre outras possibilidades.

Existem muitas pessoas que se fingem de ciganos apenas para ganhar dinheiro em cima disso. Como identificar se esta pessoa está enganando?

Sim, infelizmente existem muitas pessoas que agem de má fé para ganhar dinheiro e se aproveitar do problema do próximo. Antes de fazer qualquer coisa com alguém, busque informações sobre aquela pessoa, se ela só fala em dinheiro, se promete coisas absurdas, se mexe com energias ruins. E não esqueça de ver se algum conhecido já se consultou com ela. Nessa área, é sempre muito importante a indicação de uma pessoa de confiança.

Às vezes é difícil identificar um charlatão, porque alguns já fazem isso há tanto tempo, que já sabem como convencer o seu consulente. 

(Foto: Divulgação)

Você dá cursos desde 2010, tanto no Brasil quanto na Itália. Como funciona esse curso e onde pode ser acessado para participar dele?

Aqui na Itália, eu dou o curso presencialmente na minha loja e também por chamada de vídeo. Eu forneço uma apostila com material de apoio para a pessoa estudar e nossas aulas são semanais. Estou sempre disponível para tirar dúvidas.

Para as minhas alunas do resto do mundo, fazemos apenas videochamadas, também com apostila, encontros semanais e meu suporte para tirar dúvidas a qualquer momento.

Crio turmas com poucas pessoas e também dou aulas individuais. A partir do primeiro nível, quando as alunas já conhecem todos os arcanos maiores, elas já conseguem jogar cartas para familiares e amigos. Em pouco tempo elas já ganham dinheiro com o jogo de cartas.

(Foto: Divulgação)

Como funciona a tiragem Templo de Afrodite?

O Templo de Afrodite é uma tiragem feita só para o amor. Ela analisa a relação do casal como um todo, nos planos espiritual, afetivo, sexual e também prevê o futuro do relacionamento.

Quais são os maiores mitos existentes em sua profissão?

  1. As pessoas que trabalham com tarot e cartas usam energias negativas, ruins. Eu mesma deixo muito claro no meu perfil do Instagram que não trabalho com magia negra e não faço amarração.
  2. Todo mundo que joga cartas está ligado a alguma religião. O tarot exige muito estudo e está mais ligado ao esoterismo. Claro que se você tem religião e trabalha a sua espiritualidade, sua energia, intuição e clarividência ficam mais fortes. Mas para jogar tarot, não há necessidade de vínculo com religião, apenas interesse em coisas místicas e esotéricas.

Sobre o futuro, é possível que o que você vê seja alterado? Se sim, porque isso acontece?

Sim, é possível porque temos livre arbítrio. Tudo muda constantemente. As cartas captam a energia daquele momento e mostram os caminhos abertos e fechados, dão conselhos. O consulente é quem decide que caminho seguir. Ele pode dar ouvidos ou ignorar. E isso influencia muito.

Autores

  • Andrezza Barros (Niterói, 21 de abril de 1995) é uma jornalista, colunista e entrevistadora do entretenimento.

  • Luca Rocha Moreira, mais conhecido como Luca Moreira, é um jornalista, escritor e entrevistador internacional brasileiro. Conhecido por suas entrevistas com mais de 500 personalidades em cinco países diferentes em seus primeiros três anos de carreira. É autor do livro "300 Histórias para Inspirar".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrevista

Luiz Otavio Goi Jr. fala sobre metódos para diminuir impactos negativos dentro de empresas

Tempo de Leitura: 7 Minutos O tema ESG, surgiu alguns anos atrás e vem chamando muita atenção, principalmente agora em meio a pandemia, que muitas questões sociais ganharam mais evidência. A sigla em inglês, significa Environmental, Social and Governance, e está ligada a assuntos sustentáveis, e a outras causas como por exemplo: respeito aos direitos […]

Leia Mais...
Entrevista

MC Pelourinho fala sobre parceria com Mc Leozinho em “Meu Deus Traz a Solução”

Tempo de Leitura: 4 Minutos Uma parceria incrível entre Mc Pelourinho e Mc Leozinho ZS chegou a todas as plataformas digitais intitulada como “Meu Deus Traz a Solução”. A canção vem com uma proposta de motivar a sociedade em tempos difíceis de se viver. O funk conta com pautas importantes e recorrentes no mundo inteiro como por exemplo o […]

Leia Mais...
Entrevista

D.Marco fala sobre lançamento de sua música “This House”

Tempo de Leitura: 3 Minutos Estreando seu mais novo EP, “Selfish” e “This House” são as novas tracks do DJ e produtor D.Marco pela label NYLO. Mesmo produzidas em momentos diferentes e com um grande espaço de tempo, a sinergia entre as faixas é perceptível. “Selfish” segue por um caminho mais alegre e um vocal fortemente presente […]

Leia Mais...
%d blogueiros gostam disto: