Tempo de Leitura: 2 Minutos

Invocação do Mal 3 performa bem nas telonas e exibidoras começam a perceber movimento de retomada de público

Com alguns dos protocolos mais rígidos de todo o mercado, os cinemas vêm reabrindo pelo Brasil e, pouco a pouco, as exibidoras começam a notar a volta do público para as salas. Mas o cenário de retomada, que mostrava uma adesão lenta dos espectadores, foi chacoalhado nesta semana pela chegada de “Invocação do Mal 3” às telas.

Com 26 salas de cinema espalhadas de norte a sul do Brasil, a Cinesystem, que figura entre as cinco maiores exibidoras nacionais, hoje conta com 15 cinemas abertos e é uma das empresas que se surpreenderam positivamente com a estreia do filme. Não só a média de público por sessão dobrou como as vendas antecipadas dispararam.

“Com certeza essa é a melhor estreia do ano para nós. Já ultrapassamos a pré-venda de outros filmes que acreditávamos que teriam uma aceitação forte do público e nos permitimos, pela primeira vez, dizer com confiança que os clientes estão voltando. E é importante reforçar a nossa motivação nesse momento. A preocupação principal é cativar novamente o consumidor, mostrar que ele pode voltar a frequentar as salas com segurança e tranquilidade”, comenta Sherlon Adley, Diretor Comercial e de Marketing da Cinesystem.

Com protocolos que englobam toda a jornada do cliente, da compra do ingresso ao término da sessão, a exibidora reforçou o treinamento da equipe, detalhando os protocolos e orientando sobre os processos internos e externos. O objetivo é que o cliente se sinta orientado, seguro e bem atendido.

“E tem dado certo! Além de não termos registrado nenhuma ocorrência ou reclamação, mesmo aquelas pessoas que de início estavam inseguras nos deram retorno positivo após frequentar o multiplex e notar que toda a jornada do consumidor em nossos complexos foi mapeada e medidas de segurança foram aplicadas em cada etapa”, complementa Adley.

O terror “raiz”, que faz parte de uma das franquias mais bem sucedidas do cinema, tem mostrado ao parque exibidor que algumas fórmulas de sucesso nunca mudam. “Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio” é baseado na história real de Arne Cheyenne Johnson, primeira pessoa nos Estados Unidos a se defender de uma acusação de assassinato alegando estar possuída. Fazem parte ainda do mundo de “Invocação do mal” os sucessos “A Freira”, “A maldição da chorona” e a trilogia “Annabelle”. 

Autor

Share.

Andrezza Barros (Niterói, 21 de abril de 1995) é uma jornalista, colunista e entrevistadora do entretenimento.

Leave A Reply

%d blogueiros gostam disto: