Tempo de Leitura: 12 Minutos

A IN VOGA MAG, revista, produtora de eventos e portal, que faz sucesso com o público kids, teen e adulto, tem o objetivo de trabalhar para expandir o nome dos artistas e influenciadores digitais na mídia. Pela crescente no universo do Instagram e YouTube, a empresa visa dar uma oportunidade de destaque na mídia para esses atores, modelos e influenciadores.

Atualmente a marca está viajando o Brasil com eventos e a revista está cada vez mais incrível. Mas isso não é tudo, haverá muitas novidades, inclusive na frente das câmeras. Confira a entrevista que produzimos com a idealizadora do projeto para saber um pouco mais das novidades no universo do público adulto, teen e kids:

Sendo uma revista e produtora, como surgiu a ideia de criar a IN VOGA?

A IN VOGA surgiu primeiro como revista, principalmente digital, embora ela também tenha edições impressas. Mas o foco é principalmente o digital, por não ter limites, não ter fronteiras de alcance. Também é visto uma necessidade de poder oferecer para o público de influencers, que no caso é trabalhado o kids e o teen, alguma coisa que pudesse dar a eles visibilidade, além do trabalho feito nas agências.

O mercado hoje não comporta a quantidade de crianças que as agências de modelos têm no casting. Em qualquer agência, os pais, os responsáveis da criança, investem um valor, eles têm um book fotográfico e ficam disponíveis no casting para trabalhos e parcerias,  seja no âmbito que forem trabalhar, modelos, youtuber, atuação. Eles estão em constante busca de trabalho. 

Agora, o trabalho da agência finaliza ali, onde a criança tem um book fotográfico e fica como se fosse uma “vitrine”. Então, surgiu a ideia de fazer com que algo acontecesse. O objetivo é ir além de um book fotográfico e estar ali disponível para marcas e para produtoras ou para qualquer outro tipo de trabalho que pudesse aparecer para essas crianças.

Partindo disso, criamos uma forma de mostrar, como a gente chama “IN VOGA”, a cara, os perfis dos embaixadores. Hoje em dia, se usa os aplicativos para divulgação como o Instagram, então, cada criança e adolescente, cada influenciador tem o seu perfil. A partir do momento que se tem um Instagram, ele não precisa ficar ocioso com fotografias lindas esperando que algo aconteça, porque também não vai acontecer. A revista tem o foco de colocar a cara dos kids e teens, com as intenções de carreira delas o tempo todo dentro do que a gente tem de portal, seja em matérias falando sobre o que tá acontecendo com eles, seja fazendo curso, participando de eventos e desfiles, colocando eles em visibilidade. Quanto mais matéria eles tiverem, obviamente, mais serão vistos.

O mais importante com tudo isso é que eles vão poder oferecer para essas empresas e para os parceiros, um retorno muito maior do que o alcance que simplesmente o perfil do Instagram deles tem. Conseguem oferecer a soma do alcance da revista, onde vão divulgar produtos de parceria, divulgar trabalhos que fizeram, etc. E é isso que as marcas querem, visibilidade. Por outro lado, também passaram a ser crianças vistas com outros olhos pelas empresas, produtores e assim as coisas começam a acontecer. É muito importante ressaltar que esse trabalho também tem que ser feito por parte de quem faz o gerenciamento dos perfis e da carreira dessas crianças.

É bacana demais, porque a gente vê que as crianças conseguem se ver com as coisas acontecendo, e isso gera para elas o contrário da frustração. O crédito que a criança tem nela mesma, do potencial dela, isso tudo contribui a favor da carreira das crianças e dos adolescentes. Então, a revista e o portal tem esse papel. A produtora veio agora para somar com projetos que ainda estão sendo feitos, mas em breve a gente já vai está divulgando, com parceiros.

Cecília de Gasperi, embaixadora IN VOGA

Qual é o maior diferencial desse projeto?

Colocamos o tempo todo as crianças como a gente fala “IN VOGA”, em alta, em visibilidade. Isso é o mais importante, porque o alcance da revista, somado ao alcance do perfil que as crianças e adolescentes têm, faz o grande diferencial. 

Quando eles vão por exemplo com mídia kit buscar uma parceria ou um trabalho, eles mostram para o possível produtor e/ou empresa parceira esses números.E com os números, se vierem a fechar uma parceria, vão entregar um resultado muito maior do que seria se fosse somente o perfil deles sem os números de alcance que a revista consegue fazer. Isso para a empresa fica mais interessante, então é possível fazer esse link entre influenciadores e as empresas, produtoras interessadas nesses perfis que entregam a mídia deles numa proporção muito maior. 

Muitas crianças têm seu perfil de influenciador, mas não chegam a fazer trabalhos de mídia. Em sua visão, qual é a importância de se estar na mídia para o crescimento desses artistas?

A mídia, obviamente, como falei anteriormente, por si só destaca a criança e adolescente, um trabalho, projeto, etc. Ela coloca em evidência e dá muito mais visibilidade. Hoje em dia, milhares de crianças já  têm perfis criados no Instagram pelos pais antes de nascer. Uma quantidade de crianças e adolescentes muito grande, e é praticamente impossível que se alcance êxito nos perfis dessas crianças se não tiver algo que some.

A mídia entra com tudo para que a criança possa se expressar, se  coloque muito além da imagem física. Coloca em evidências os projetos, o que essa criança estuda, o que faz para chegar ao objetivo dela. Enxergo nesse formato, por isso, além de tudo o que a gente pode fazer para colocar eles em evidência, sem dúvida nenhuma, a mídia é o grande destaque para que eles consigam começar a ganhar espaço e serem vistos.

Tha Groisman, idealizadora e fundadora da IN VOGA

Sabemos que vocês estão com diversos trabalhos bacanas para este ano ainda, mas muitos ainda não podem ser divulgados. O que você pode nos contar sobre esses novos projetos futuros?

Tem muita novidade! Na verdade, a IN VOGA está sempre se reinventando e trazendo coisas novas. Por exemplo, agora no IN VOGA, no Rio de Janeiro, nós íamos fazer só o evento, mas o evento por si só já é muito bacana, porque ele não é só um desfile, é um evento que contempla a parte de vivenciar a experiência de estar em um camarim com profissionais muito bacanas para fazer make, produção das crianças e adolescentes, daí passam para parte de fazer book fotográfico, etc. É praticamente como se eles tivessem a experiência de tudo o que contempla este universo.

E aí sim eles vão para a passarela, enquanto tudo isso acontece, eles também tem as fotos da passarela. E no final, geralmente a gente coloca um show para encerrar, algo que seja bacana e que eles curtam. Outra coisa muito legal é que sempre tem surpresas, nesse evento a gente colocou o BIG JUMP USA. Nós proporcionamos para eles estarem indo ao BIG JUMP no Rio de Janeiro para curtir no sábado, um dia antes do evento. E também estávamos com o BIG JUMP no evento. 

Fora do Brasil também, estamos com embaixadores, e com parceiros que inclusive, já apareceram no evento. Foi muito bacana, tivemos a possibilidade de vestir todas as crianças, colocar os óculos, acessórios da Chilli Beans nelas, ter a oportunidade deles estarem usando e também conhecendo a marca. A gente está na busca constante por surpreender positivamente. É algo natural da equipe da IN VOGA. De novidades, o que vem pela frente que dá para dar um spoiler é que temos projetos paralelos vindo para atuação na frente das câmeras.

Manu Lacerda, embaixadora IN VOGA

Trabalhando com crianças até seus 16 anos, como elas podem entrar em contato para ser um novo embaixador da IN VOGA ?

O que contempla ser embaixador, na verdade, não significa simplesmente embaixar uma revista e uma produtora, vai bem além, porque nós somos várias vertentes. Somos a marca IN VOGA, somos a IN VOGA revista, portal e também produtora. Então, a partir do momento que a criança ou adolescente vem a ser embaixador, ele vai estar dentro dessas quatro vertentes, participando de absolutamente tudo o que contempla as quatro.

Quando os pais procuram pela revista, naturalmente o portal é o primeiro canal de contato. No próprio canal já tem o nosso contato de e-mail, nosso WhatsApp e o direct. O primeiro passo, e talvez o mais importante, acho que seria realmente buscar navegar no nosso perfil, assistir, que eu recomendo muito, todos os nossos destaques no Instagram. Aparece lá tudo sobre os eventos,  sobre os feedbacks que a gente tem dos pais, porque é muito importante que se fale a mesma língua. 

Então, a partir do momento que a gente tem os feedbacks positivos, que os pais e os responsáveis têm a possibilidade de conversar entre eles, e inclusive esse é um outro canal. Seria basicamente assim, através da nossa visibilidade mesmo que ali já tem várias formas de contato e as pessoas vêm buscar as informações.

O mais bacana de tudo é quando a gente recebe uma indicação, mostra que tudo que a gente está fazendo realmente está sendo bacana a ponto de ser passado para frente. Para quem está com a gente e para nós mesmos, o que costumamos falar é que isso sim é a excelência, que a gente alcança quando começa a ser recomendado por tudo que a gente vem fazendo. Seria isso, tem vários canais de acesso e como a gente é muito público, automaticamente, fica mais tranquilo conseguir contato. E ali começa tudo, quando se surge o primeiro contato, tem uma série de informações que são fundamentais para que se saiba para fazer uma inscrição para vir a ser um dos nossos embaixadores e começar a aproveitar todas essas vertentes que citei  que nós temos.

Para as crianças que ainda não conhecem muito bem o projeto, como funciona o trabalho de desfile IN VOGA? 

O projeto do desfile do IN VOGA é muito legal, porque a gente não exige experiência. Embora sejamos uma marca e a gente traga outras marcas para desfilar no evento, nunca exigimos que aquela criança ou adolescente tenha conhecimento ou já tenha desfilado. Na verdade, é uma oportunidade, é muito mais uma abertura como já havia falado antes, de experimentar tudo o que contempla este universo. Poder estar no camarim, passar pelas mãos de profissionais que vão fazer aquela parte toda de make,  cabelo e produção, e ir para o book fotográfico que depois essas crianças vão ter essas fotos, o que é muito legal também. 

Mas o momento de ir para a passarela é muito bacana, porque eles são eles mesmos lá. Tem crianças que estão super acostumadas, inclusive já estão neste universo, e tem crianças que nunca estiveram numa passarela. E essa conexão entre eles também é muito legal, porque acaba que os mais velhos às vezes entram com os menores e/ou dão dicas para os menores.

Logicamente a gente, quando alguém vem a querer alguma informação ou queira fazer uma experiência antes de entrar numa passarela, a gente tem milhares de parceiros e cursos desse universo que a gente indica, mas também damos dicas, isso naturalmente, a própria revista fala muito sobre esse universo todo.

A revista não é focada só em influência de divulgar as crianças, ela tem muito conteúdo, conteúdo informativo dessas áreas todas de desfiles de moda, atuação, estar na passarela, e os próprios influencers, pelos conhecimentos deles, também ajudam indiretamente a essa troca de informação. É muito bacana a parte do desfile, ela é aberta completamente a todos, todos que quiserem vir a participar e conhecer esse universo.

Cecília de Gasperi, embaixadora IN VOGA

Ao público que quer conhecer um pouco mais sobre a idealizadora do projeto, nos conte um pouco quem é Tha Groisman.

Sou gaúcha, natural de Porto Alegre, vivendo em uma Ilha em Florianópolis, Ilha da Magia há 22 anos. A opção da vida em uma ilha que é bastante cosmopolita, pois em Floripa é foi possível conciliar a qualidade de vida para meus 3 filhos, meus trabalhos iniciais que eram de fotógrafa de editoriais de moda e books fotográficos para agências, e fundadora de uma  produtora de eventos, realizando feitos de grande porte como festival de cinema de Gramado, o maior festival de cinema do Brasil, entre outros como shows citando entre eles Ben Harper, Ziggy Marley, Jorge Ben Jor, Alok ( DJ ), e eventos corporativos.

Mas o marco maior na minha carreira, sem dúvida alguma foi ter trabalhado no Google. O Google é uma empresa que te coloca em uma posição de que, mesmo quando não se está mais fazendo parte da equipe, estará completamente preparado para desafios do mercado em todos os âmbitos. Foi a experiência decisiva para criar a IN VOGA com absoluta segurança com esse somatório do que citei acima. 

Sou completamente ligada à música, arte, cultura e tudo o que seja entretenimento, e agora acredito que tudo isso está sendo traduzido no projeto que só vem crescendo . 

Acredito que, por ter também vivido experiências de viajar muito, e ter morado fora do Brasil bem nova, com 16 anos já estava fazendo cursos e morando sozinha  na Inglaterra, buscando sempre uma profissionalização, experimentado in loco também a língua inglesa, posteriormente nos EUA e finalizando com a formação pela Cambridge University. A experiência de morar fora foi transformadora, pontual e super marcante para me preparar para ser uma profissional mais completa e experiente, completamente focada e  empreendedora.

Acredito que a vida precisa ser vivida com muita intensidade em absolutamente tudo, e se houver equilíbrio, respeito, pessoas que venham a fazer parte de nossa jornada de forma produtiva em todos os aspectos, na vida em geral e com amor e fé, tudo é possível. 

Costumo seguir este princípio:

“Desta vida nada se leva, a não ser a vida que se leva”.

Além de Tha Groisman, a IN VOGA conta com diversos outros nomes de peso que dão vida a esse lindo trabalho. Deixo aqui esse espaço para um agradecimento a todos os que trabalham nesse sonho.

A IN VOGA tem sim vários parceiros, colaboradores, profissionais que fazem projetos junto a revista, portal e a produtora. E também projetos somente comigo em paralelo a IN VOGA, em outras vertentes que temos. Primeiro, sou muito grata aos meus pais, que me direcionaram e permitiram desde muito cedo que eu pudesse buscar minha independência, liberdade e criatividade, o que acredito que fortaleceu muito meu lado como empreendedora.

Projetos como houve agora no evento IN VOGA realizado no Rio de Janeiro, tivemos como parceira a marca Chilli Beans na passarela e em concurso na linha kids.  Agradeço a Caito Maia, o fundador da marca mais apimentada de óculos do Brasil, agradeço a entrevista exclusiva dedicada à revista, e um recado especial que o mesmo enviou em vídeo, e  está disponível na edição da revista de Agosto, está incrível. 

Raul Garcia gestor da loja Chilli Beans, Rio de Janeiro, Madureira, uma das pessoas mais incríveis e profissionais, e que hoje faz parte de todos os projetos da IN VOGA e dos paralelos também. O grande diretor, produtor e mentor, diretor do reality Big Brother Brasil,  diretor de projetos incríveis no universo Kids, idealizador do projeto Web School, de grandes shows, e pessoa super profissional PC JR.

BIG JUMP USA, que esteve presente no evento IN VOGA Rio de Janeiro e oportunizou um dia de pulos aos nossos embaixadores e agora somos parceiros em outros projetos sobretudo free pass para embaixadores no BIG JUMP e participação dos influencers em eventos do BIG JUMP.

A colaboradores e parceiros Alice F e todo o time que compõe os nossos projetos. A fotógrafa Marilza Lessa, Rio de Janeiro. Aos colunistas (vem novidades na próxima edição)  e colaboradores da nossa revista, que trazem muito conteúdo relevante,  além da incrível divulgação que a IN VOGA faz de nossos embaixadores e influencers.

Autor

Share.

Andrezza Barros (Niterói, 21 de abril de 1995) é uma jornalista, colunista e entrevistadora do entretenimento.

Leave A Reply

%d blogueiros gostam disto: