Wesley Safadão renova contrato com Pitú, referência quando o assunto é cachaça

Wesley Safadão, além de ser um fenômeno da música, é também a estrela de grandes marcas. E, por falar em grandes marcas, o cantor e a Pitú, referência nacional quando o assunto é cachaça, renovaram a parceria por mais dois anos, totalizando quatro anos de união.

Uma das maiores indústrias de aguardente do Brasil, a Pitú engarrafa e comercializa, aproximadamente, 100 milhões de litros por ano. Com quase 83 anos de história, ela – que é líder no Norte-Nordeste – é a segunda cachaça mais consumida do País e líder em exportação, estando também entre as 20 marcas de bebidas destiladas mais produzidas no mundo.

Genuinamente pernambucana, a fábrica da Pitú está localizada no município de Vitória de Santo Antão (PE), e produz uma aguardente de cana pura, transparente, de sabor marcante e teor alcoólico de 40%. Sobre as ações de marketing, todo ano os colecionadores podem adquirir o produto personalizado em datas especiais, a exemplo da parceria com o cantor Wesley Safadão, o qual estampou 12 milhões de embalagens especiais da cachaça pernambucana.

“Para nós, a parceria com Wesley Safadão, um dos maiores cantores da atualidade, tem sido muito satisfatória. Ele faz o perfil da nossa marca, que sempre busca transmitir alegria e leveza para aos consumidores. O nosso público recebeu muito bem essa parceria, e além de prezar pela excelência na qualidade dos produtos, a Pitú sabe da importância de chegar mais perto do consumidor através das campanhas de marketing e, nesse sentido, é uma felicidade enorme ter Wesley como nosso representante”, comenta Alexandre Ferrer, presidente da Pitú.

“Minha relação com a Pitú comercialmente falando vem de dois anos pra cá, mas eu já conheço e sou fã da marca tem tempo. Eu só junto meu nome com coisa boa, e a Pitú além de ser uma cachaça deliciosa, é referência no país todo”, finaliza Wesley.

Após curso online, técnico em logística realiza sonho e cria sua própria cachaça durante o isolamento

O isolamento social fez com que o interesse dos brasileiros em cursos online crescesse. De acordo com uma pesquisa realizada pela NZN Intelligence, feita com mais de 1,7 mil pessoas, 40% dos entrevistados entre 18 e 34 anos pensam em se inscrever em cursos online.

Muitos estão os procurando por hobby, para aprimorar um idioma, ou mesmo para realizar o sonho de se tornar um empreendedor, como é o caso do Hugo Botelho, de 34 anos. Natural de Resende, cidade do Rio de Janeiro, que fica no sul do estado, o empresário decidiu colocar em prática um desejo antigo: ter sua própria marca de cachaça.

“Comecei a beber com 19 anos e confesso que nunca curti muito cerveja, sempre gostei mais dos destilados e bebidas mais doces, com isso aprendi a fazer alguns drinks e fui me interessando cada vez mais pela cachaça, tanto que a caipirinha passou a ser meu drink favorito”, explica Botelho. Formado em Logística e pós-graduado em Gerenciamento de Projetos, o empresário trabalha em uma multinacional sul-coreana desde 2014.

Entretenimento levado a sério

Embora trabalhe na área de Planejamento e Controle de Produção, a ideia de ter seu próprio sítio com um local para pescar e ter sua própria cachaça foi crescendo na mesma intensidade que sua paixão pela bebida, porém, ele sabia que o custo para produzi-las seria muito elevado. “Com o isolamento, tive mais tempo de pesquisar sobre o assunto na internet e acabei me deparando com um anúncio dizendo que era possível ter sua própria marca de cachaça sem gastar muito”, diz Botelho.

O curso em questão era o “Lucrando com Bebidas”, o único do Brasil que ensina o passo-a-passo de como criar a própria marca de destilados, seja cachaça, whisky, gin, vodka ou rum, com baixo investimento e sem a necessidade de possuir uma destilaria. O curso é ministrado pelo professor Leandro Dias, especialista em bebidas destiladas e criador da Middas Cachaça, a única com flocos de ouro no mundo. Segundo Dias, a procura pelo curso registrou um aumento de 50% durante esse período. 

Hugo não teve dúvidas, decidiu se inscrever no curso para conseguir uma renda extra e ainda aprimorar seus conhecimentos sobre cachaça. “Minha produção é terceirizada, comecei com um lote pequeno e em junho consegui vender 65% das garrafas. Creio que por muitos estarem optando, nesse momento, por comprar do pequeno empresário e valorizando o comerciante local, isso acabou me ajudando”, ressalta o empresário.

O objetivo é seguir adiante com seu sonho, e, para tanto, Hugo pretende investir no comércio online. “Decidi batizar a cachaça com o nome Botelho, pois é uma maneira de homenagear minha família e mostrar que valorizo minha origem”, finaliza o empresário.

Dia dos Pais: Chocolateria Brasileira lança Golden Shot, garrafinhas de chocolate recheadas com cachaça

O Dia dos Pais está chegando e para celebrar a data, a Chocolateria Brasileira, rede de chocolates finos, tem um sofisticado lançamento: a caixa Golden Shots, garrafinhas de chocolate com bebidas alcoólicas.

Inspirada nos clássicos casinos da década 1930 e com um marcante estilo Art Déco, traz uma embalagem para lá de inusitada e divertida: em formato de roleta, utiliza conceito de gamificação, com intuito de elevar a experiência de consumo.

Ao centro, contém uma mini-roleta, que ao girar aponta para o shot a ser consumido. A regra do jogo é simples, com um interessante suspense: gire a roleta e para onde ela apontar quando parar, o pai consome o seu prêmio. É possível jogar com mais pessoas, lembrando sempre que o produto é indicado apenas para adultos.  

Cada caixa acompanha 12 mini garrafinhas sortidas feitas com chocolate ao leite, branco e meio amargo, recheadas com bebidas premiuns como cachaça nos sabores de Caipirinha com Limão, Licor de Laranja, Whisky, Vodka e Vodka com Coco.

A novidade irá custar R$ 69,90 e, para entrar na brincadeira, na segurança do lar, a rede entrega via delivery e também recebe pedidos atendidos pelas lojas físicas através whatsapp e ifood, além do e-commerce, que entrega em todo o Brasil. Para saber mais acesse o site

*Preço sujeito a alterações