Marca paulistana, r.delbon, lança coleção capsula de joias com Dj Heey Cat na próxima quarta

A designer Rafaela Delbon, que está à frente da marca de joias paulistana r.delbon, se uniu a jovem de 25 anos, DJ Heey Cat, que também é criadora de conteúdo e representante da comunidade LGBTQIA+ para criar uma coleção capsula de joias sem gênero. Batizada de ‘Beat’ a série de três modelos, a ser lançado na próxima quarta (2), une a paixão pela música da Dj e o traço imperfeito e sofisticado que faz parte do DNA da marca.

A coleção Beat teve como tema escolhido a relação dos batimentos cardíacos e o ritmo da música, que representam muito bem a personalidade da Dj e o imperfeito da marca.  À partir de referências deu-se a união do que faz o coração de cada uma bater mais forte: para Rafaela a joalheria, para Dj Heey Cat a música. A designer sintetiza a identidade das duas na coleção capsula que inclui um anel, um bracelete e um escapulário.

As joias foram desenhadas pela designer Rafaela Delbon e junto a Dj Heey Cat foram remodelando até chegarem no desenho final. O resultado na bancada promete surpreender, são joias cheias de texturas que podem ser usadas por meninos, meninas e menines. As peças tem shapes quadrados, mas mantém a imperfeição característica da marca com os detalhes na superfície. São peças únicas feitas para carregar significados e histórias. “Beat é uma collab sem regras, sem gênero e imperfeita em cada detalhe”, declara a jovem designer, Rafaela Delbon.

Sobre a parceria Catarina, aka Heey Cat, declara: “Sempre quis fazer algo com a minha cara, que eu me sentisse bem usando, sair da mesmice, do padrão. Então essa parceria me proporcionou isso, ter uma joia do jeitinho que eu gosto. E espero que vocês gostem tanto quanto eu gostei dessa coleção linda”, completa. As joias serão lançadas simultaneamente durante uma live no Instagram da Dj Heey Cat (@_heeycat) e da label (@r.delbon) na próxima quarta-feira (2), e logo após estarão disponíveis à venda no e-commerce.

Abordando as queimadas na Amazônia e convidando à refletir os cuidados com o meio ambiente marca paulistana de joias, 189., lança coleção Flora

Stephanie Perla se viu inquieta com as queimadas que vem acontecendo desde o ano passado na Amazônia. Em um período que precisou ficar internada no hospital, canalizou sua ansiedade e agonia com os acontecimentos transformando os sentimentos em algo bonito com a sua joalheria e assim surgiu a coleção Flora. 

A internação, que durou um mês, causou à designer crises diárias de pânico e ansiedade, recebeu recomendações médicas de buscar uma atividade terapêutica enquanto estivesse no hospital. Para Stephanie elaborar e processar seus sentimentos através da criatividade na joalheria é o que tem de mais curativo.

Com um processo chamado ‘Escultura em Cera Perdida’ a designer esculpiu as 24 joias, de sua marca 189., enquanto esteve internada e após a sua alta finalizou o processo na prata no ateliê que fica em sua casa

Stephanie sempre começa coleções da 189. por uma única peça, sem desenhar. Faz a joia direto na prata ou na cera e depois submete sua criação a uma análise para ver o que pode aproveitar dela.  Nesta coleção a peça que deu início foi o Brinco Garapeira, o preferido da designer, que foi feito de forma despretensiosa achando apenas que combinaria com seu estilo pessoal.  Ao ver pronto se apaixonou e as ideias foram surgindo e assim nasceu a coleção Flora. 

As joias que se apresentam com formas que remetem a raízes, cipós e troncos trazem como peças emblemáticas o Brinco Garapeira, Anel Itauba e Colar Paraju e sintetizam a reflexão abordada pela designer sobre a flora amazônica em extinção e as queimadas frequentes: “A coleçãoFlora foi criada para trazer um olhar à natureza brasileira, principalmente a flora, que está morrendo e não estamos notando. As peças remetem aos veios e as raízes das árvores que são o pulmão da Terra e precisam ser vistos e preservados por todos nós. Gosto de sempre levantar questões em meu trabalho, este em específico traz a mensagem de olhar para a natureza, prestar mais atenção na Mãe Terra” completa Stephanie Perla. 

A designer empregou seu olhar e senso estético presentes na 189., que une sofisticação e a rusticidade da prata, trazendo a joalheria brasileira algo diferente do que se apresenta regularmente no mercado de joias. A coleção Flora estão disponíveis à venda no e-commerce da marca. 

Rafaela Delbon é um forte nome da nova geração da joalheria brasileira

Foto: Divulgação

Envolvida com a arte desde sempre, Rafaela Delbon, começou a desenhar joias antes mesmo da faculdade. Formada em Design de Produto pela faculdade Belas Artes, descobriu outros materiais e a vasta gama de produtos durante o período de graduação e ainda sim, nunca perdeu o desejo e interesse em trabalhar com joias. Porém, somente no trabalho de conclusão de curso conseguiu se envolver novamente com esse universo, assim nasceu a r.delbon e desde então nunca mais parou.

A sensibilidade ímpar impressa em suas joias se deve ao fato de que em todas as coleções da marca até hoje tiveram, até certo ponto, relação com períodos da vida da designer. E ela costuma dizer que ‘o tema a escolhe’, sem perceber seus sentimentos sendo colocados nas joias e em todas as características de seu design autoral.

Atraída pela cor fria, a designer elegeu o prata como material de trabalho onde explora diversas técnicas e todas as características do metal.  Um risco, uma mancha, um amassado. Cada aspecto imperfeito da joia que a torna singular e com sua própria narrativa, resultando em colares, braceletes, pulseiras e anéis que tornam presente em sua forma física a profundidade alcançada através dos processos vividos pela designer em sua joalheria.

A r.delbon possui um DNA artístico e o olhar atento da Rafaela, que une a funcionalidade das peças ao design, premissa de suas criações. A marca busca valorizar cada cliente, fazendo com que as joias reflitam a beleza de cada um. Belezas essas que são naturais e imperfeitas, o que as tornam únicas. A espontaneidade também é um aspecto muito presente em todas as esferas da marca, que presa pela naturalidade e não dita padrões.

“Com a r.delbon, busco alcançar pessoas que acreditem no propósito da marca, nos produtos e o significado que eles carregam. O objetivo é fazer com que o público se sinta empoderado e confiante através das peças, e que acredite na sua beleza, principalmente porque ela é imperfeita”, ressalta a designer de 24 anos, nome ascendente e promessa na nova geração de designers brasileiros. 

As joias da r.delbon estão disponíveis para venda em seu e-commerce e em pontos de vendas selecionados.

Serviço
rdelbon.com.br
@r.delbon