MUBI apresenta Beanpole, de Kantemir Balagov

A MUBI, plataforma de curadoria e streaming de filmes, anuncia o lançamento na América Latina do aclamado segundo filme de Kantemir Balagov, BEANPOLE (Uma Mulher Alta) – vencedor do prêmio de direção da mostra Um Certo Olhar, no Festival de Cannes de 2019. Entre outras 26 premiações, o longa foi reconhecido nos festivais de Dublin, Asia Pacific, Montreal, Palm Springs, Torino e Stockholm.  BEANPOLE estará disponível aos assinantes da MUBI a partir de 7 de agosto.

Leningrado, 1945. A cidade está devastada pela Segunda Guerra Mundial, que demoliu seus edifícios e deixou os habitantes em farrapos, físico e mentalmente. Duas jovens mulheres, Iya e Masha, buscam esperança e significado na luta para reconstruir suas vidas entre as ruínas. BEANPOLE é uma imersão fascinante nas turbulências do pós-guerra e uma ode à resistência feminina – com performances admiráveis e uso fascinante de cores.

BEANPOLE é estrelado por Viktoria Miroshnichenko e Vasilisa Perelygina. O diretor e roteirista, o russo Kantemir Balagov, tem 29 anos e ganhou projeção mundial com seu longa anterior, Closeness (Tesnota), de 2017.

Seis filmes para viajar o mundo

Meia noite em Paris | Reprodução

Como o turismo ainda não foi liberado por conta da pandemia, muitas pessoas estão optando por se entregar as plataformas de filmes e séries, na intenção de viajar um pouco por todo o mundo. A Netflix, por exemplo, teve crescimento recorde nos primeiros meses do ano. A plataforma fechou o primeiro trimestre com 182,86 milhões de assinantes no mundo todo.

Sabendo disso, o site Lugares Pelo Mundo separou seis filmes que vão ajudar nessa busca por novas aventuras. Confira

Na Natureza Selvagem
EUA – Alasca

O filme, dirigido por Sean Penn, estrelado por Emile Hirsch e com trilha sonora de Eddie Vedder (da banda Pearl Jam), é uma história real, que foi contada no livro do jornalista Jon Krakauer, no qual é baseado o filme. Embora o Alaska não seja o tema central do filme, é o cenário da busca de Christopher McCandless pela felicidade e o sentido da vida. As paisagens mostradas tanto do caminho até a chegada no local fazem com que quem assiste percorra junto tanto a viagem física quando a interior, do personagem.

007 contra GoldenEye
Mônaco

Esta é a primeira obra em que Pierce Brosnan faz o papel de James Bond e o traje lendário se encaixa perfeitamente nele! Uma das primeiras cenas mostra uma perseguição de tirar o fôlego nas alturas de Mônaco. Também é mostrado o Cassino de Monte-Carlo, onde o espião joga – e vence – um bacará desafiador.

Comer, Rezar e Amar
Índia, Itália e Bali

O filme conta a história de Elizabeth que ao descobrir que sempre teve problemas nos seus relacionamentos amorosos, larga tudo, marido, trabalho, amigos, e vai viver novas experiências em lugares diferentes por um ano inteiro. Como bem coloca o título os verbos de ação escolhem seu destino e ela parte para a Índia, Itália e Bali, para se reencontrar numa grande viagem de autoconhecimento.

Frozen
Noruega

Os idealizadores da famosa animação da Disney usaram a Noruega como inspiração para criar o reino de Arendelle, onde a princesa Elsa e sua irmã Ana vivem suas aventuras. Foram realizadas uma série de viagens de pesquisa ao país nórdico, o que permitiu a criação da estética de um paraíso invernal. Ao assistir o filme, vale a pena prestar atenção nas referências não só das paisagens norueguesas, mas também dos trajes típicos do país e de elementos da cultura local.

Meia noite em Paris
Paris

O diretor Woody Allen faz desse filme quase que uma declaração de amor à Cidade das Luzes. O longa explora muitos locais que são famosos destinos turísticos. Conforme a trama vai se desenvolvendo, Gil faz diversos passeios pela cidade, ao lado de sua noiva, Inez, e dos pais dela, John e Helen. A história mostra a frustração de um diretor que embora bem sucedido não sente-se satisfeito. Estar em Paris faz com que Gil volte a se questionar sobre os rumos de sua vida, desencadeando o velho sonho de se tornar um escritor reconhecido.

Lawrence da Arábia
Jordânia

Outro clássico do cinema, o filme de 1962 é uma obra icônica e premiada com sete Oscars, incluindo o de melhor filme e de melhor diretor. O filme conta a história do oficial britânico Thomas Edward Lawrence – o famoso Lawrence da Árabia – e seu papel durante a Revolta Árabe – 1916-1918 -, na luta contra o Império Turco-Otomano. A paisagem desértica de Wadi Rum, na Jordânia, foi um dos cenários do filme, assim como o Forte de Aqaba e o Castelo de Azraq.

“Roger Waters: Us + Them”: documentário sobre turnê de 2017/18

Divulgação

O filme documentário da aclamada turnê de 2017-2018 do icônico artista do Pink Floyd chega em 4K, HD e SD Digital no dia 16 de junho pela Sony Pictures Home Entertainment. Os espectadores do formato digital terão acesso a conteúdo totalmente novo, incluindo duas músicas adicionais não incluídas no original – “Comfortably Numb” e “Smell the Roses” -, como também “A Fleeting Glimpse”, um documentário curto com os bastidores da turnê.

Como membro fundador, letrista, compositor e força criativa por trás do Pink Floyd, o US + THEM apresenta a música poderosa de Waters de forma impressionante e destaca sua mensagem de direitos humanos, liberdade e amor. Baseado em sua aclamada e esgotada turnê mundial “US + THEM” de 2017-2018, com um total de 156 shows para 2,3 milhões de pessoas em todo o mundo, ele apresenta músicas clássicas de “The Dark Side of the Moon”, “The Wall”, “Animals”, “Wish You Were Here”, assim como de seu álbum mais recente, “Is This The Life We Really Want?”.

Dirigido por Sean Evans e Roger Waters, o filme fornece uma sensação visceral de como foi estar lá. Utilizando a mais inovadora tecnologia digital e de áudio disponível, este show encapsula uma série de experiências visuais, de áudio e sensoriais de tirar o fôlego. Ele captura as lendárias performances ao vivo de Waters e leva o público a uma jornada emocionalmente enérgica e instigante.

Waters demonstra poderosamente que ele é um ativista musical e um dos comentaristas políticos mais apaixonados de seu tempo. Ele dedicou sua vida a lutar contra aqueles que buscam controlar nossas vidas e destruir nosso planeta. “Welcome to the Machine” e “Another Brick in the Wall Part II” são um lembrete dos alertas sombrios que ele deu décadas atrás sobre alienação, deslocamento, ganância, sofrimento, destruição e perda. E, no entanto, a humanidade do compositor fica muito mais evidente em “Wish You Were Here”, porque, embora ele apresente uma imagem sombria do estado do mundo, sua mensagem final é de esperança através da união e do amor.

A produção de “US + THEM” em todos os formatos captura a estreita relação que Waters mantém com seus fãs, jovens e idosos, e a conexão única que ele faz com seu público. Se “Animals” é Orwelliano, então “The Wall” vem direto de Bulgakov. Com seu apelo à ação, “US + THEM” nos adverte de ambos.

ROGER WATERS: US + THEM tem um tempo de duração de aproximadamente 135 minutos. O filme não tem classificação indicativa. 

PARA MAIS INFORMAÇÕES

www.sonypictures.com/movies/rogerwatersusthem