Tempo de Leitura: 3 Minutos

Estar confortável com o que se veste é um conselho básico entre os fashionistas, mas com a pandemia, a tendência ganha força e se consolida no cenário da moda

Seja no frio ou no calor, a tendência no momento atual é o conforto. A trend comfy chegou com tudo e se firmou de uma vez por todas com a extensão da pandemia da Covid-19, em que o consumo de moda foi alterado, a ideia do “menos é mais” conquistou um público maior e a maioria das pessoas tiveram  que se adaptar às atividades em casa. 

Comfy vem da palavra comfort, que significa conforto em inglês, princípio básico deste estilo que reúne aconchego e peças descontraídas, sem cara de pijama. A sacada fashion, no entanto, foi trazer essa inspiração transformada para a nova realidade. 

Com tecidos macios, cortes simples, modelagens amplas e cores neutras, as peças com a pegada comfy se harmonizam com mais facilidade, principalmente, quando aliadas ao tênis ou calçados rasteiros. A proposta é a da roupa que abraça e traz aconchego para quem veste, possibilitando a criação de looks divertidos sem a necessidade de grandes produções. 

A consultora de moda e imagem e sócia-proprietária do espaço integrado de moda do Shopping Estação Goiânia, Maristela Barbosa, afirma que a moda comfy tem uma influência urbana, que vem das ruas, mas mira no conforto de estar em casa. “O fato das peças terem tons mais neutros, proporciona diversas combinações. Os blusões, peças oversized, calças de cós de elástico e que não são coladas ao corpo, tudo isso foi adaptado à rotina”, diz ela. 

No entanto, se engana quem pensa que os looks confortáveis são apenas para o ambiente do home office. Quando combinadas com peças elegantes, como um blazer e a tradicional camisa branca, as peças mais esportivas se encaixam ao estilo. Exemplo disso são as camisetas e joggers, aquelas calças de moletom tradicionais, com elásticos no cós e no tornozelo que segundo a tendência, hoje frequentam todos os lugares.

“É muito interessante porque estamos vendo bastante o hi-lo, que é a combinação de peças opostas. Então a gente vê uma calça jogger, com uma blusa de paetê, um jeans mais solto com um scarpin. Várias marcas se adaptaram para essa tendência utilitária, que é mais prática”, ressalta Maristela.  

Os conjuntos também fazem parte desta tendência. Peças com a mesma padronagem, monocromáticas e com sensação de conforto, especialmente em tecidos e malhas maleáveis, agregam praticidade ao dia-a-dia e, consequentemente, mais adeptos em busca de bem-estar. 

Autor

Share.

Andrezza Barros (Niterói, 21 de abril de 1995) é uma jornalista, colunista e entrevistadora do entretenimento.

Leave A Reply

%d blogueiros gostam disto: