Podcast traz adaptações dramatizadas das grandes obras literárias

“Senhora”, “Dom Casmurro”, “Memórias póstumas de Brás Cubas”(…)

Com certeza você já ouviu falar ou até mesmo já leu esses clássicos brasileiros, especialmente na hora de estudar para os vestibulares mais tradicionais do País. E foi pensando em inovar na forma de trazer esses clássicos a estudantes, leitores e curiosos que a Orelo está com uma parceria inédita com o grupo de teatro “Palco Literário Digital”.

A partir de amanhã (20), o grupo traz em formato de podcast adaptações detalhadas e dramatizadas das grandes e principais obras literárias – que passam por Machado de Assis, Lima Barreto, José de Alencar, dentre outros. E o mais importante: os ouvintes não perdem nada da história, já que o grupo se dedica a oferecer o máximo de detalhes e informações que estão presentes nos livros.

Dirigido por Mário Marcio Bandarra, ex-diretor da rede Globo que atuou durante 40 anos na emissora, e Priscila Lessa, o lançamento traz para o áudio o projeto de dramatização dos livros clássicos que já acontecia de forma presencial em escolas públicas e particulares pelo grupo.  

“O nosso objetivo é levar ao maior número de jovens, em sua maioria, a nossa literatura. Apostamos neste novo formato, pois entendemos que é algo que a geração de hoje tem muito contato. E por que não ajudar eles a estudarem para o vestibular de um jeito diferente e que é muito mais atrativo?” questiona Bandarra.

Os episódios são quinzenais (às terças) e o primeiro deles, que conta a história de “O Homem que Sabia Javanês” estará disponível à partir de amanhã, na Orelo, novo aplicativo de podcasts que pode ser baixado na Apple Store e Google Play.

Dia do Escritor: Mulheres na literatura

No dia 25 de julho comemora-se o Dia do Escritor. Uma data oportuna para discutir a participação das mulheres na literatura. Afinal, a maioria dos livros considerados clássicos são de autoria masculina. Porém, nunca é demais lembrar, nomes como Cora Coralina, Raquel de Queiroz, Clarice Lispector e Cecília Meireles engrandecem a literatura brasileira, reconhecida mundialmente.

Além de constituírem a maioria da população brasileira, as mulheres também formam o maior público consumidor de livros no país. Nesse cenário, emergem não só leitoras, mas escritoras em todas regiões, apresentando belas obras de ficção, não-ficção, poesias e crônicas. Hoje vamos apresentar cinco expoentes da literatura para mostrar que as mulheres escrevem, e escrevem muito bem. E isso não tem padrão, nem idade!

IZABELLA DE MACEDO

A escritora curitibana estreou oficialmente com o lançamento Mulheres Normais, em 2020. Este é o primeiro de um desafio pessoal de lançar um livro de crônicas por ano. E não falta incentivo. Além do maridão, as seguidoras da Izabella no Instagram foram determinantes para tornar as publicações nas redes sociais uma obra literária. Com sua escrita leve e divertida, essa mediadora de conflitos por formação transforma fatos decepcionantes na vida real em histórias bem humoradas na ficção.

KARINA MANASSEH

A escrita sempre foi uma paixão e um refúgio, mas seus textos eram guardados a sete chaves. Até que um dia esse ímpeto foi maior e ela escreveu um romance. Assim, a jornalista paulistana deu vida ao livro Entre Cabul e a dança das borboletas, lançado em 2019. Uma história de entregas e expectativas, idas e vindas de um casal que vive uma paixão em encontros fortuitos pelo mundo. A inspiração de Karina? Viagens que fez a lazer e a trabalho, incluindo Washington, onde mora atualmente.

BECCA MACKENZIE 

E o que dizer das jovens escritoras? Elas não deixam por menos! O lançamento da Becca Mackenzie, Se pudesse contar as estrelas, atingiu a marca de mais de 900 mil leituras no Wattpad, a plataforma gratuita de leitura e compartilhamento de livros. A obra, que conta a história de um menino de 9 anos que acorda sem memória, foi eleita pelos embaixadores do aplicativo uma das melhores de 2019. Com o feito essa escritora de fantasia nascida em Brasília e formada em Administração tornou-se a primeira brasileira no seleto programa Wattpad Stars.

ANDRÉA MARQUES 

Entre as escritoras contemporâneas, a literatura hot também ganha espaço. Garoto de Programa é o último livro da paulistana Andréa Marques, que adiciona elementos sensuais nessa trama que trata de liberdade, acolhimento e empoderamento feminino. Com este já são cinco títulos, praticamente um lançamento por ano, depois que ela deixou de lado a profissão de terapeuta ocupacional para se dedicar exclusivamente as suas duas maiores paixões: os filhos e a literatura.  

ANNE VALERRY

A arte sempre esteve presente na vida desta escritora, que foi bailarina, coreógrafa e professora de dança. Mas a paixão pelos livros a fez seguir a carreira na área de Letras. Foi assim que Anne decidiu conciliar as aulas como professora de Português e Espanhol com a escrita, que trouxe alento em um momento difícil, com a perda do pai e de um irmão. A primeira obra veio em 2018 e, nas próximas semanas, é publicado o segundo livro desta escritora que retrata paixões tórridas: A Dama das Lavandas.