Tempo de Leitura: 2 Minutos

No segundo volume de “Un canto por México”, Natalia Lafourcade compartilha o vídeo oficial de sua colaboração com Jorge Drexler em formato acústico: “Para Qué Sufrir”.

Escrito por Natalia e Juan Manuel Torreblanca “Para qué sufrir” foi originalmente lançado em Hasta la Raíz (2015). Essa produção recebeu dois Grammy Latinos (Melhor Álbum de Música Alternativa e Melhor Engenharia de Gravação para um Álbum) e marcou uma virada na carreira da multi-instrumentista, produtora, compositora e cantora. Ao longo dos anos, a música se tornou uma das favoritas de Natalia e por isso foi escolhida para fazer parte do “Un canto por México”, que com seu primeiro volume recebeu o Grammy Latino de Melhor Canção Regional Mexicana por “Mi Religion”, além do Prêmio Álbum do Ano, situação que a tornou a terceira mulher na história dessa cerimônia a conquistar a categoria.

A versão acústica de “Para qué sufrir” é a décima primeira canção de “Un canto por México, Vol. 2” e contou com a participação do vencedor do Oscar de Melhor Canção Original, Jorge Drexler. Jorge e Natalia cultivam uma longa amizade que os uniu musicalmente pela primeira vez em “Oración caribe”, do álbum de Natalia “Mujer Divina – Homenaje a Agustín Lara (2012)” e que mais tarde os reuniria em “Salvavidas de hielo”, uma faixa que dá nome à produção 2017 da uruguaia. No vídeo, que o mexicano agora compartilha, é possível perceber a naturalidade e o talento com que os dois artistas trabalharam desde o primeiro momento nos estúdios da Sony. Este novo vídeo é uma prova do calor de uma obra sem cortes ou edições.

Natalia foi recentemente reconhecida pela revista GQ como uma das 21 artistas que vão mudar a música no mundo; título que se junta à sua inclusão na lista da Forbes das 100 mulheres mais poderosas do México. Com esta série de prêmios, o mexicano continua uma carreira de sucesso que até agora ganhou dois prêmios Grammy e quatorze prêmios Grammy Latino.

Atualmente, junto com um grupo de especialistas, Natalia Lafourcade está encarregada de dirigir o trabalho de reconstrução do Centro de Documentação de Son Jarocho por meio de seu projeto de altruísmo “Un canto por México”.

Autor

Share.

Andrezza Barros (Niterói, 21 de abril de 1995) é uma jornalista, colunista e entrevistadora do entretenimento.

Leave A Reply

%d blogueiros gostam disto: