Tempo de Leitura: 4 Minutos

Após o sucesso de “A Vida Vai Trazer” em 2018, os cantores Menor e Gaab se uniram novamente e lançaram uma nova parceria. Intitulado “Tá Com Saudade” – o single é um lançamento distribuído pela Editora EP MIX que fala sobre um casal impossibilitado de se encontrar pessoalmente por conta da pandemia. Essa história foi vivenciada por muitos que namoram a distância e tiveram de lidar com a saudade diária. 

A canção chega acompanhada de um vídeo, com registros do clima intimista da gravação do “Acústico em Campos”, onde traz toda a beleza do espaço da cidade de Campos do Jordão, São Paulo. O projeto solo de Menor mostra ele mais maduro e explorando a versatilidade musical. Além de Gaab, Menor conta com participações especiais de Jerry Smith – na música “A Gente se Completa” lançada no começo de abril, Buchecha que ainda não teve faixa revelada e outros nomes importantes do cenário musical. Confira a entrevista:

Qual é o diferencial que podemos encontrar na canção “Tá com Saudade”?

É uma musica sensual e ao leve ao mesmo tempo, acredito que esse seja o diferencial dela.

A música conta uma história vivida por tantos casais nessa época de pandemia, você chegou a se inspirar em alguma história em especial ou foi um misto de histórias que contemplaram a letra?

Foi um mix de ideias, queríamos retratar a historia de um casal que sente saudade um do outro e que mesmo podendo escolher viver novos amores, optaram por esperar a quarentena acabar para se encontrarem. Entendendo que estamos vivendo em uma crise que acabou separando casais, famílias e pessoas que se gostam, decidimos incluir isso na letra.

Como é estar ao lado de Gaab novamente após o sucesso de “A Vida Vai Trazer”? Podemos esperar ainda mais parcerias no futuro?

Gaab é um irmão que eu tenho, conheço ele antes de dar certo na música e nossa vibe bateu demais… Ele fez um Cover de ‘A Vida Vai Trazer’ (musica que lancei em 2010), gostei e o convidei pra participar dessa releitura, e deu super certo. Em “Ta Com Saudade” decidimos ir pra uma musica exclusiva e rolou remais, com certeza outras musicas virão.

Quais as maiores mudanças que você vê em si pessoalmente e profissionalmente do início da carreira para esse novo projeto?

Amadureci demais com o passar do tempo, graças a Deus consegui acertar muitas músicas que foram sucesso no Brasil e até fora dele, isso fez com que eu me sentisse confortável em arriscar coisas novas, projetos diferenciados assim como esse acústico e outros que já estão prontos a ser lançados..

Além de Gaab, soubemos que Jerry Smith e outros nomes de peso estão no projeto. Poderia nos dar um spoiler sobre quem ainda veremos cantando ao seu lado?

Siiim. O Jerry também foi muito importante pra que isso acontecesse, a colar com ele ficou incrível.. além deles, participaram também João Guilherme na música “Me Liga Neném” e Caíque e Gigio Gama na musica “Emoji”. Sou suspeito pra falar, mas não sei qual das duas ficou melhor (Risos).

“Tá Com Saudade” fala sobre um casal impossibilitado de se encontrar pessoalmente por conta da pandemia. Essa história foi vivenciada por muitos que namoram a distância e tiveram de lidar com a saudade diária. Qual seria talvez o conselho que você daria para quem está vivenciando essa adversidade causada pelo isolamento social?

A pandemia nos trouxe uma lição de “Descanso e Espera” acredito que sairemos bem mais fortes no fim dela. Eu diria pra que essas pessoas esperassem isso acabar, porque por mais que não pareça, isso VAI ACABAR e todos nos poderemos viver uma história nova com as pessoas que a gente ama..

Conte um pouco de seus projetos futuros e objetivos a serem alcançados pós pandemia?

Pretendo seguir fazendo turnês pelo Brasil inteiro, estou morrendo de saudades disso, além disso inaugurei meu escritório de agenciamentos de artistas onde já estão sendo trabalhados 2 artistas meus (Mc KW e Mc Jhonson) que em breve o Brasil inteiro vai ouvir falar.

Você já teve ou passou alguma dificuldade para produzir as músicas e hoje, com a era digital do streaming, sente que ele ajuda os artistas a produzir de uma forma mais satisfatória e expressiva?

Ah, com certeza dificuldades não faltaram (Risos), mas acredito que foi isso que me firmou pra que eu mantivesse sempre os pés no chão no decorrer da minha carreira, mas concordo que hoje é muito mais fácil atingir pessoas que não são da sua região, isso é incrível.

Com o cancelamento dos shows devido ao isolamento social, através das lives você sente um resultado relevante das suas músicas e uma interação marcante do público mesmo distante dos palcos?

Acho que a ideia das lives foi muito bacana, mas nada como estar frente a frente com as pessoas que te admiram, cantando suas musicas, isso não tem comparação, quando voltarmos pra estrada tenho certeza que todos os artistas se doarão 200% a mais (Risos).

Autor

Share.

Andrezza Barros (Niterói, 21 de abril de 1995) é uma jornalista, colunista e entrevistadora do entretenimento.

Leave A Reply

%d blogueiros gostam disto: