O terror esperado para o Dia das Bruxas

Ensaios sobre Mortos- Vivos, organizado por Rodrigo Gonsalves e Diego Penha e publicado pela Aller Editora, referência em obras dedicadas à psique humana, parece cair como uma luva no momento que vivemos. O próprio nome da obra faz alusão ao Halloween, no entanto o livro traz uma oportunidade de reflexão muito mais profunda do que a ficção jamais poderia fazer, apresenta uma oportunidade de refletirmos se realmente somos senhores de nossas escolhas ou simplesmente vivemos automatizados, como mortos-vivos. Será que estamos em um eterno Halloween?

O isolamento, rostos pálidos, corpos sem contato humano que se movimentam como se fossem autômatos, vagueiam pelas ruas de máscaras – ou não, em busca de algo que possa satisfazer sua fome. Fome de quê? Poderia ser um cenário zumbi, mas trata-se do nosso novo normal.

A sociedade já não é mais a mesma, os dias parecem se repetir, os projetos que pretendíamos realizar ficaram suspensos, nossa vida está resumida a incertezas, e não sabemos o mundo que encontraremos quando voltarmos a cruzar as portas da rua.

Mas como éramos antes da pandemia? Em que consistia a vida que levávamos? E a que levamos agora? A partir de um olhar ora político, ora psicanalítico, ora artístico, mas sempre contextualizando sobre o simbólico dos corpos sem alma, os textos reunidos esmiúçam o conceito de decomposição para revelar o que há de comportamento zumbi nas relações humanas (ou desumanas).

Resta saber se após essa leitura, você se descobrirá vivo ou não!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s