Com canções autorais e inéditas, Vicka lança novo EP

Produzidas por Renato Patriarca e com direção artística do próprio Renato e Rick Bonadio, os sons captam a evolução na carreira da artista desde que desembarcou no Midas Music | Divulgação

Vicka acaba de se mostrar uma artista incansável. Pegou o vácuo da explosão que “Pausa” trouxe em sua carreira e engatou o lançamento de um EP com quatro músicas autorais e inéditas. Intitulado de “Dilema”, o novo trabalho da paranaense conta com, além do hit que nomeia o extended play, as faixas “Tipo Novela”“Muito Chão” e “Há Tanto Pra Viver”.

E para falar um pouco mais sobre o assunto, realizamos uma entrevista com a cantora que contou um mais sobre seu trabalho e muito mais. Confira:

Olá Vicka, muito obrigada por aceitar esta entrevista. Você acaba de lançar um Ep com quatro singles. Como foi feito o processo de criação do mesmo?

“Eu que agradeço. Então, o EP traz letras carregadas de positividade e reflexões sobre a vida. O processo foi bem interessante, porque parte das músicas foram produzidas a distância por conta da pandemia. Eu gravei vozes e violões de casa e os outros arranjos foram feitos na gravadora. A gente reuniu quatro músicas que tinham a ver com o momento único e complexo que o mundo está vivendo e que de certa forma, geram uma conexão com o último single ‘Pausa’. Além de contar com parcerias de composição em algumas músicas, elas também foram produzidas em conjunto pelo Renato Patriarca e o Rick Bonadio, o que torna o EP ainda mais especial”.

Alguma questão específica na vida te inspirou a escrever estas canções?

“Sim, cada música tem a sua história. ‘Dilema’ escrita em parceria com Juca Chuquer, Leo Grazz e Kike oliveira, meus grandes amigos, começou com a ideia de que a gente muda com o tempo e vai aprendendo a cada frustração, a cada decepção. Então ela fala que a gente não deve se preocupar tanto com as coisas e entender e aceitar o que não conseguimos controlar, em outras palavras, deixar a vida seguir seu fluxo natural. ‘Tipo novela’ traz um tema mais leve, te transporta pra um filme, uma história quase de conto de fadas. Já a canção ’Muito chão’, que foi escrita em parceria com a Ariane Villa Lobos, fala sobre continuar a vida depois de um término de relacionamento. E ‘Há tanto pra viver’, sobre a liberdade de poder ser quem quisermos ser, seguir atrás dos sonhos e valorizar a própria companhia”.

Seu híbrido de pop e MPB segue leve e apaixonante a exemplo de seus trabalhos anteriores, mas podemos também sentir um amadurecimento nas letras | Divulgação
Falando do single ‘Tipo novela’, apesar de toda violência no mundo, você acredita que tal sentimento de amor, como o de novela, ainda possa ser encontrado?

“Acredito muito. Acho que esse sentimento de que as coisas serão melhores, como um todo, é o que me move como artista. Realmente acredito que a música tem o poder de modificar a energia das pessoas e provocar sentimentos. Tudo está conectado”.

Quais são suas expectativas para o público com este EP recheado de canções incríveis?

“O EP foi lançado a poucos dias e já recebi feedbacks incríveis. Por mais que Dilema venha carregado de mensagens e reflexões, música é além de tudo alegria. Então eu espero que cada um sinta a música da sua maneira. Que Dilema possa relembrar a quem escuta que a nossa vida é valiosa e simples!”.

Para que o público te conheça um pouco mais, nos conte um pouco do seu início na carreira.

“Eu aprendi violão aos 10 anos com meu pai e subi pela primeira vez num palco pra uma apresentação aos 12. Muita coisa aconteceu desde então, descobri a MPB e fui me encantando pela sonoridade da música brasileira. Tive bandas, fiz muitas apresentações sozinhas também em casas de show. Com o tempo fui descobrindo e me encontrando como compositora e cantora das minhas próprias canções. Foi um processo de descobertas, e ainda é, todos esses anos aprendendo e vivendo várias experiencias com o público. Comecei a compor por volta dos 13 anos, levava o violão pra escola pra tocar no intervalo das aulas e ali foram surgindo as primeiras ideias. Em 2018 lancei um álbum autoral com 7 músicas e embarquei numa viagem pra Irlanda, onde fiquei por oito meses tocando pelas ruas da capital. Em 2019 conheci a gravadora Midas Music e me mudei de Cascavel-PR (minha cidade natal) pra São Paulo. Desde então venho aprendendo muito com a equipe da gravadora. A estrada é longa, é só o começo”.

Divulgação
Além das canções ‘Dilema’, ‘Tipo Novela’, ‘Muito Chão’ e ‘Há Tanto Pra Viver’, existe algum plano para este ano ainda?

“Sim, planos temos muitos. Tenho várias canções que escrevi durante a quarentena e algumas que foram escritas antes até que vão ser produzidas. Quando serão lançadas ainda não sabemos, mas cada coisa vai acontecer no seu tempo. Posso adiantar que ‘Dilema’ vai ganhar um videoclipe nos próximos dias. O que vem depois são cenas pros próximos capítulos da história”.

Deixe uma mensagem.

“Nem sempre as coisas acontecem de primeira. Essa frase é da música Dilema, e se tem uma coisa que aprendi na vida é isso. Muitas vezes você vai errar antes de acertar e esse processo é natural. Cada coisa acontece no tempo certo e se alguma coisa ainda não aconteceu da forma como você gostaria, é porque ainda não é o momento. É uma eterna evolução que exige paciência. Deixe a vida seguir o seu fluxo natural”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s