Especialista elenca cinco dicas para transformação digital de restaurantes

Crédito/Pixabay

Nas últimas semanas, o Brasil vem afrouxando as medidas de isolamento e já é possível ver que algumas cidades já vão realizando a abertura gradativa de lojas e comércios. Mas existe um setor que ainda não pode receber clientes e que foi obrigado a investir em outros serviços e meios digitais para poder continuar vendendo. São as lanchonetes e restaurantes que, devido ao cenário de crise, tiveram de se reinventar para vender no ambiente online.

A boa notícia é que transformação digital ajudou muito esses estabelecimento no momento de crise e a perspectiva é que esse legado digital se estenda para o período de retomada e para o chamado “novo normal”.

Neste contexto, confira abaixo algumas dicas que o especialista em consultoria, gestão e transformação digital para restaurantes, Fernando Schweder Volkmann, preparou e que podem auxiliar os proprietários a se digitalizar e seguir trabalhando tanto no online como no offline.

Apps de delivery: fotos e descrição detalhada dos pratos abrem o apetite

Estar presente em aplicativos como iFood, Uber Eats e Rappi é essencial para que o restaurante venda mais nos dias atuais e, no momento de crise, foi determinante para a sobrevivência do negócio. “Esses aplicativos, num primeiro momento, podem ajudar o proprietário a aumentar sua base de clientes por um baixo custo de adesão”, explica o especialista..

Mas além de estar presente, é necessário também que a marca se posicione de forma correta para se destacar frente à concorrência. “Vale ter uma atenção especial às fotos. Elas devem mostrar a qualidade e a personalidade do seu prato e nunca serem fotos genéricas ou de internet. Outro ponto é fazer a descrição dos pratos com riqueza de detalhes para atrair a atenção. Exemplo ‘hambúrguer artesanal, farofa caseira’.  Taxa grátis, tempo de entrega baixo e combos de promoção também ajudam a destacar o estabelecimento”, completa.

Redes sociais: vitrine e canal com o consumidor

Atualmente, a grande maioria das pessoas tem e utiliza redes sociais como Facebook, WhatsApp e Instagram. Esses canais podem ser utilizados e se tornarem grandes aliados dos restaurantes. Pelas redes sociais é possível ver fotos dos pratos, realizar comentários e solicitar uma entrega.

“Detalhar as novidades do cardápio e dividir receitas dos pratos mais pedidos pode ser uma boa forma de relacionamento e gerar engajamento com o cliente. Se o restaurante defender alguma causa ou vertente, como por exemplo, a causa vegetariana, ou quiser participar de algum movimento em voga no momento, a utilização das hashtags pode gerar apelo junto a um determinado público alvo”, destaca.

Vale atenção especial também para o WhatsApp Business, app que facilita a interação com clientes, incluindo ferramentas para automatizar, classificar e responder rapidamente a mensagens – recursos não disponíveis na versão doméstica do aplicativo. Também, é possível integrar a ferramenta no app do próprio restaurante o que conecta ainda mais o consumidor com a marca.

Atendimento online, mas sempre humanizado

A terceira dica de Fernando Schweder Volkmann tem relação com o atendimento prestado pelos estabelecimentos. Partindo do princípio de que os contatos estão sendo feitos de maneira remota, é mais do que necessário transmitir aos clientes que, apesar disso, seu atendimento segue personalizado, caloroso e humanizado. Tenha em mente que o básico é atender prontamente e ser gentil com o cliente. 

“Atualmente são inúmeras práticas para se realizar um atendimento humanizado. Responda sempre de maneira rápida e gentil. No momento do delivery, um excelente exemplo é colocar um bilhete escrito à mão com o nome do cliente. Algo parecido com ‘Feito especialmente para o Pedro’. Também é válido enviar brindes como um doce ou até mesmo um cupom para as próximas compras”, pontua Fernando.

Utilizar o marketing digital

Para conseguir realizar todas ações de transformação é muito importante utilizar o marketing digital. Resumidamente o marketing digital se refere ao posicionamento da empresa na internet contemplando diversas questões como design de uma página, performance e promover o melhor posicionamento da empresa em sites de busca. Nessa última, vale um exemplo prático: se você tem um restaurante de comida brasileira e alguém procurar nos sites de busca ‘restaurante de comida brasileira’, seu anúncio é um dos primeiros a aparecer. Isso se deve a um bom trabalho de SEO, tanto orgânico quanto pago.

“O marketing digital é uma ferramenta de essencial ajuda ao setor de alimentação. Um bom exemplo dessa ajuda é na montagem de um bom site. A página deve mostrar nome, slogan, padrões de trabalho, cardápios, localização, contato, fotos, tudo que for relevante para saciar a curiosidade do cliente. O site deve ser a personificação digital do estabelecimento”, explica Fernando.

“Outra ação que o marketing digital pode ajudar é nos anúncios. Construir um relacionamento com o público é um projeto de longo prazo. Realizar investimentos em anúncios como Facebook Ads e Google Ads é uma estratégia de curto prazo para te ajudar a ganhar fôlego nesse momento de crise”, diz.

Investimentos na equipe

Por último, mas não menos importante, está o investimento na equipe. Uma das etapas mais importantes da transformação digital é a mudança de cultura que acontece na empresa. De nada adianta ter um restaurante moderno e com processos digitais se a equipe não sabe realizar tais processos. Tenha em mente que mudanças em processos e novas tecnologias impactam no dia a dia dos colaboradores.

“A equipe toda tem que estar alinhada, eles precisam entender as mudanças de uma forma mais ampla. Não se trata apenas de substituir o sistema pela planilha, mas de perceber que existe uma evolução maior por trás de tudo isso. Nesse sentido, o papel da empresa é preparar seus colaboradores para essa evolução. Investir em programas de capacitação e de treinamentos comportamentais é a melhor forma de garantir que toda a empresa cresça e se desenvolva”, afirma.

“Uma equipe que entende o propósito e cultura da empresa e também percebe que é valorizada pelas lideranças, se sente mais engajada e motivada. E assim tende a executar melhor as atividades rotineiras. A equipe é parte extremamente relevante no sucesso do negócio”, finaliza. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s