Humorista Rafael Cortez prepara o primeiro solo de comédia stand-up 100% ligado ao confinamento social

Pri Prade

Com 12 anos de estrada como comediante stand-up, Rafael Cortez já se apresentou com dois solos de humor por todo o território nacional e também por cidades do México, EUA e Japão. Foram mais de 500 solos e centenas de canjas nos mais variados festivais de humor e comedy-clubs de todo o país. Com toda essa experiência e sem nenhuma possibilidade de fazer novamente shows de humor com plateias, por conta da Covid-19 e da necessidade do isolamento social, Cortez teve a seguinte ideia: fazer um novo solo de comédia stand-up abordando apenas os aspectos curiosos e divertidos de estarmos todos em quarentena.

O novo solo de Cortez ganhou o nome de “Antivírus, o show”, para justamente reforçar a ideia de que a comedia pode e deve funcionar como um antídoto em um momento tão delicado como o que vivemos. 

Nos temas abordados no solo, entram apenas insights e reflexões divertidas sobre aspectos comuns a todos e que não causam mal nenhum ao virarem piadas: o quanto não sabemos limpar nossos lares direito; como é lidar com crianças em confinamento cheias de energia; porque as escolas mandam tanta lição de casa para a criançada e a dificuldade que temos de ensinar no lugar dos professores; o tanto que nossos avós querem sair e não podemos deixar; como estamos nas janelas de casa futricando a vida dos vizinhos; o tanto que a natureza está feliz com a reclusão do homem; nosso relacionamento com nossos pets, agora que ficamos tanto tempo dentro de casa quanto eles

Nenhum dos temas cruéis ligados ao novo coronavírus é abordado: fome, crises, desemprego, hospitalizações, colapsos nos sistemas de saúde e mortes estão de fora do show. A ideia é repercutir apenas os pontos que possam ser engraçados justamente por acontecerem com cada um, independente de ideologias, origens e condições socioeconômicas. 

“Antivírus, o show” não só é o primeiro stand-up totalmente ligado ao tema do confinamento, é também o primeiro solo de comédia a nascer 100% de lives com interação dos seguidores.

Como não há nenhuma previsão de retomadas das atividades de palco em bares e teatros, Cortez está testando as piadas desde a primeira semana do isolamento social em lives no seu Instagram e em seu Facebook. Todos os domingos, às 20 horas, Rafael Cortez faz o que tem de textos, exclui o que não vem funcionando, adiciona ideias novas surgidas da audiência e aperfeiçoa outras com feedbacks do público.

Todo esse processo inovador confere a Cortez o desafio de criar um solo sem ouvir risadas, sem medir êxitos de piadas com aplausos e sem qualquer outra reação da plateia, que existe apenas virtualmente. É um novo modo de fazer comédia stand-up e de se realizar um novo show.  Nas lives de “Antivírus, o show”, tudo é feito respeitando o isolamento recomendado pelas autoridades. Na sala do Rafael, ele faz os textos e sua namorada transmite a live pelo celular e acompanha os comentários.  

Com a volta à normalidade, a ideia é fazer esse solo de modo colaborativo em teatros pequenos que precisem de uma “injeção de ânimo”. Cortez pretende ficar um tempo em cartaz em espaços que precisem de uma atração nova e chamativa, cedendo seu cachê para a retomada das atividades do setor cultural e incentivando o acesso do público através de doações de alimentos para entidades que deles precisem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s